1 de abril de 2014

Infraero diz que aeroporto ficará pronto em um ano


Apesar da promessa, obras de infraestrutura estão paradas e podem impedir a conclusão do novo terminal de Goiânia.

É ver para crer. Segundo representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que estiveram reunidos ontem com o presidente da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), Pedro Alves, o novo aeroporto de Goiânia ficará pronto em março de 2015. De acordo com o diretor de empreendimento da Infraero, José Eduardo Bernat de Souza, as obras do novo terminal de passageiros estavam paradas desde 2007 e foram retomadas em setembro de 2013 e continuam a pleno vapor. Porém as obras de infraestrutura, essenciais para que o aeroporto funcione estão paradas. Juntos, novo e antigo aeroporto terão capacidade de atender 5,1 milhão de passageiros. Hoje, o Santa Genoveva atende, de forma precária 3,5 milhão de passageiros por ano.

De acordo com Souza, o contrato só foi retomado para a construção do aeroporto, os recursos necessários para construção das obras de infraestrutura – que consistem em acesso viário, pátio, pista de táxi, estacionamento de aeronaves e acessos externos –, estão em análise no Tribunal de Contas da União.

A expectativa é de que, em 15 dias, haja uma resposta por parte do TCU e, até o final do mês de abril, o aditivo autorizando o início das obras esteja assinado. Segundo a Infraero, o novo contrato referente apenas ao terminal é de R$ 246 milhões. “O custo das obras de infraestrutura não posso informar ainda porque ainda não tenho a autorização do TCU”, diz José Eduardo.

Pressão

Pressionado para falar sobre os prazos, o técnico ressaltou apenas que as obras estão com o andamento bastante compatível com o planejado, inclusive com um certo adiantamento. Até agora 28% das obras do terminal de passageiros foram concluídas.

José Eduardo explicou que a paralisação por cinco anos nas obras prejudicaram em demasia a conclusão do terminal de passageiros. Na época da retomada das obras, o projeto foi dividido em duas etapas, a primeira é que está prevista para ser concluída ano que vem.

A segunda etapa, diz o superintendente do aeroporto de Goiânia, Ricardo Signorini, está prevista para ficar pronta no início de 2017 e possibilitará um acréscimo no fluxo de mais de dois milhões de passageiros.

O novo aeroporto será 22% maior que o previsto no projeto inicial. Em princípio, a primeira etapa teria 28 mil metros quadrados (m²) e agora passará a ter 34,1 mil metros quadrados.

Fonte: Jornal O Hoje