25 de abril de 2014

BR 153: Por uma rodovia mais iluminada


Após jogo de empurra-empurra entre governo federal e Prefeitura de Goiânia, Estado assume obras e implanta lâmpadas, há anos solicitadas por motoristas e pedestres. Iluminação está prevista para ser inaugurada em maio

Depois de um longo jogo de empurra-empurra entre a Prefeitura de Goiânia e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre de quem era a responsabilidade pela iluminação da BR-153 no perímetro urbano da Capital, o governador Marconi Perillo (PSDB) resolveu tomar a responsabilidade para o Estado e executar a obra.

A iluminação dos 27 quilômetros do trecho entre o condomínio Aldeia do Vale a Aparecida de Goiânia está sendo implantada pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) e será inaugurada no dia 9 de maio pelo governador.

A rusga entre os poderes municipal e federal impediu durante anos a chegada do benefício aos motoristas e pedestres. O Dnit defendia que, por ser um perímetro urbano, a prefeitura era a responsável pela obra e manutenção. Já a prefeitura provava ser de responsabilidade do órgão federal, por ser uma rodovia federal.

De acordo com o presidente da Agetop, Jayme Rincón, Marconi ordenou que o governo estadual puxasse a responsabilidade para si para tornar o trânsito do trecho seguro. “O Dnit e a prefeitura de Goiânia ficaram num jogo de empurra-empurra, enquanto tínhamos mortes de pedestres e em acidentes todos os dias”, relembrou Rincón.

Neste perímetro da BR ocorrem 30% dos acidentes do Estado em rodovias federais. Com a iluminação, Marconi quer reduzir drasticamente esse dado. “O governador Marconi é municipalista. Ele sempre fez esforços que nem cabiam à sua administração para resolver os problemas de Goiânia”, ressaltou Jayme.

Acidentes

Segundo um levantamento feito pelo governo federal, o trecho da BR-153 entre o condomínio Aldeia do Vale e Aparecida de Goiânia está na 26ª colocação do ranking nacional dos 100 trechos com maiores índices de acidentes no País.

Sem iluminação, a BR-153 não dava segurança para pedestres e motoristas. O trecho urbano de Goiânia e Aparecida que são cortados pela rodovia é repleto de comércios, residências, indústrias e instituições, consequentemente, há uma grande movimentação de pedestres muitas vezes na travessia das pistas. Com a iluminação, o governo estadual quer diminuir os constantes atropelamentos e acidentes.

A falta de iluminação era também um problema de segurança pública, já que a escuridão contribuía para a ação de criminosos, que se aproveitam desse fator para cometer assaltos e estupros. “Nós não podíamos deixar essa situação no perímetro urbano da nossa Capital. Sensibilizado com esse problema, Marconi não teve dúvidas em pegar a responsabilidade para nós”, justificou Jayme Rincón.

Saiba mais
A nova iluminação da BR-153 será diferenciada com alto padrão

Estrutura da rede d

Com investimento de R$ 4,9 milhões, as lâmpadas são consideradas de alto rendimento e durabilidade.
Serão 646 postes na extensão dos 27 quilômetros.
Em alguns segmentos, postes foram retirados e substituídos por novos, para receber a fiação.

Já em frente à Universidade Paulista (Unip), o sistema de iluminação está ativado, passando atualmente pela fase de teste.

Fonte: DM