24 de abril de 2014

Aparecida Shopping: Aparecida ganhará novo shopping center em 2016












Shopping terá mais de 200 lojas e vai gerar 1,5 mil empregos. Investimento total será de R$ 225 milhões

Os moradores da região central de Aparecida de Goiânia ganharão um grande centro de compras: o Aparecida Shopping. O empreendimento receberá investimentos da ordem de R$ 225 milhões - R$ 150 milhões por parte do grupo de investidores e R$ 75 milhões por parte dos lojistas. O empreendimento será lançado amanhã, às 19h30, na Casa Lis, com uma palestra do sócio-diretor do Data Popular, Renato Meirelles.

Além de oferecer fácil acesso - está localizado na Avenida Independência, próximo à Prefeitura, ao Fórum e à Igreja Matriz - o Aparecida Shopping terá mais de mil vagas de estacionamento, 200 espaços comerciais, supermercado e cinco âncoras, como C&A e Riachuelo. Entre as marcas que farão parte do mix de lojas estão: Flávio’s, Rival, Kazzu Azzee e Shopping dos Cosméticos.

Os clientes também contarão com área de lazer com seis salas de cinema, parque de diversões eletrônicas e praça de eventos, além de praça de alimentação com restaurantes como Spoleto, Subway, Yan Ping e Koni. No total, serão 25 mil m² de área bruta locável (ABL), distribuídos em 37 mil m² de área construída e dois pisos.

OBRAS

O empreendimento será construído por meio de uma parceria entre JC Distribuição, Mará Participações e Saga Malls, que possui know- how de 20 anos de experiência no desenvolvimento de grandes shopping centers na Região Centro-Oeste. A Mará Participações entra com uma participação minoritária de 20%; enquanto a JC Distribuição e a Saga Malls têm 40% cada uma.

O grupo de investidores será responsável pela administração do centro de compras. O CEO da Saga Malls e membro do Conselho de Administração do Grupo Saga, Fernando Maia, reconhece, porém, que pode haver uma maior participação da Saga Malls devido seu know-how no setor.

Com o projeto integralmente aprovado pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, Fernando Maia diz que os próximos 60 dias serão dedicados à preparação do canteiro de obras. A previsão é de que as obras comecem em junho e gerem aproximadamente 500 empregos diretos, podendo chegar a 2 mil postos nos últimos seis meses de trabalho.

Após sua inauguração, agendada para março de 2016, o empreendimento deverá criar 1,5 mil empregos diretos. O CEO enfatiza que o cronograma de entrega deve ser respeitado. “Não deve haver atrasos. Nosso compromisso com as âncoras é para março de 2016.”

Indagado sobre a escolha do local, o centro de Aparecida de Goiânia, Fernando explica que, como é de praxe, lançaram mão de pesquisa do Ibope, que apurou área de influência primária, varejo local e renda da população. “Descobrimos um mercado carente de um centro de compras do porte em questão no coração da cidade.”

O Aparecida Shopping vai atender uma região cuja área de influência é superior a 489 mil habitantes, segundo pesquisa Ibope, abrangendo toda a área urbana de Aparecida de Goiânia, todo o município de Hidrolândia e parte de Goiânia. Desse modo, estima-se que o centro de compras terá público mensal de 800 mil frequentadores, gerando um fluxo de vendas anual de R$ 250 milhões.
POTENCIAL

Sobre a conjuntura econômica atual (aumento de juros, alta taxa de endividamento e de inflação) que poderia por em dúvida o sucesso do Aparecida Shopping, Fernando Maia diz que os novos empreendimentos do gênero não se baseiam numa expectativa de retorno a curto prazo. Ele acredita que a região possui um grande potencial de consumo e aposta na consolidação do centro de compras num espaço de três a quatro anos após sua inauguração.

Para isso, se baseia em estudos e pesquisas recentes que mostram que na última década o perfil socioeconômico do País mudou muito e a classe C, a nova classe média, conquistou um lugar de destaque na escala de consumo.

MAIS INAUGURAÇÕES

Como veiculado no POPULAR do dia 30 de março, até 2016, ao menos seis novos centros de compras serão inaugurados no Estado, com investimentos de quase R$ 900 milhões: o Shopping Cerrado (Goiânia), o Mega Polo (Goiânia), o América Shopping (saída para Trindade), o Aparecida Shopping, o Golden Shopping (Goiânia) e o Buriti Rio Verde (Rio Verde).
Estes empreendimentos, junto com as ampliações de área bruta locável nos shoppings já consolidados, abrirão mais de 1.500 novas lojas na Grande Goiânia e interior.

Fonte: Jornal O Popular