5 de abril de 2014

Agetop retomou obras em aeródromos no Estado


O Agetop construirá trinta e quatro aeródromos este ano em Goiás, dos quais catorze já estão em obras. Em sete aeródromos os serviços estão em fase final, como por exemplo, a adequação de Alto Paraíso de Goiás, Aragarças, Aruanã, e do município de Catalão, neste último caso falta executar a sinalização horizontal, que é a demarcação da pista de pouso.

Entre as catorze obras em andamento, quatro são de construção de novos aeródromos – Caiapônia, Ipameri, Mineiros, São João dos Bandeirantes (Nova Crixás), e dez são de adequação dos aeródromos já existentes.

Além das obras em andamento, o Governo prevê o início da construção e adequação de aeródromos em mais vinte municípios. De acordo com a Diretoria de Obras Rodoviárias da Agetop, o objetivo do Governo é que Goiás se torne o terceiro Estado em infraestrutura aeroportuária, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. Neste mês será licitado o mais importante deles, a conclusão do remanescente do Aeroporto de Cargas de Anápolis, que será um pólo aeroportuário para distribuição da produção com valor agregado vinda do Centro-Oeste e de vários Estados brasileiros.

NOVOS PROJETOS: Entre os vinte projetos de novos aeródromos para serem iniciados este ano, doze já estão licitados, com obras previstas para este semestre - nos municípios de São Luís dos Montes Belos, Cristalina, Campos Belos de Goiás, Formosa, Iporá, Niquelândia, Pirenópolis, Porangatu, Quirinópolis, São Simão, São Miguel do Araguaia. O restante está em fase de licitação.

Aeroporto de Anápolis recebe voos durante reforma no Santa Genoveva

edida vale para pousos e decolagens de emergência no horário noturno. Aeroporto de Goiânia está em reforma e não opera das 22h às 7h.

O Aeroporto Civil de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, vai receber voos de emergência durante o tempo em que o Aeroporto Santa Genoveva, na capital, ficar fechado para reforma da pista. A medida vale para o horário das 22h às 7h.

A mudança no funcionamento do aeroporto de Anápolis começou nesta semana, após uma determinação do Governo do estado. O terminal, que só operava das 7h às 22h, agora passará a funcionar 24 horas. No entanto, no horário de plantão, só serão permitidos pousos e decolagens em caráter de emergência.

Um dos objetivos da medida é evitar casos como o da família de Sulene Locatelli, de 44 anos, que não conseguiu doar o coração da mulher após a constatação da morte cerebral, no mês passado. A aeronave com a equipe de transplantes de São Paulo não podia pousar no aeroporto de Goiânia, durante a madrugada, para buscar o órgão. Por causa da demora, apenas rins e córneas foram transplantados.
"Está sendo estendido o horário para que possamos atender situações de emergência, como o transporte de aeromédicos, pacientes e órgãos", explicou o coordenador do aeroporto, João Bosco Adorno.

A determinação deve valer até o fim das obras na pista do Aeroporto Santa Genoveva. Por causa das obras de recapeamento da pista, o terminal em Goiânia fecha para pousos e decolagens às 21h e só reabre às 7h. Segundo a Infraero, a reforma deve demorar mais dois meses para ser concluída.

Fonte: Agetop e G1 Goiás