14 de março de 2014

Projeto de lei visa criar Fundo de Transportes para o VLT


Está apto para ser apreciado em primeira votação na Assembleia Legislativa, projeto de lei que propõe alterações nas Leis que instituem o Grupo Executivo de Implantação do Programa Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Goiânia. As modificações se darão inclusive na lei que altera e que cria o Fundo de Transportes. Serão inseridos na receita do Fundo os recursos repassados pelo Governo Federal, decorrentes da arrecadação da Contribuição de Intervenção sobre o Domínio Econômico para Combustíveis (Cide Combustíveis).

O líder do governo na Assembleia Fábio Souza, acredita que a intenção do Estado é boa, mas que o VLT não deve sair neste ano. “Eu acho que é muito difícil o VLT sair este ano. É uma opinião minha, não é a do governo. O governo está fazendo de tudo para buscar a forma de implantação do VLT em Goiânia, mas por ser um ano eleitoral, porque os convênios tem uma data limite para acionar os convênios. Agora o recurso precisa ser mantido no Fundo do Transporte porque senão não tem como fazer outros investimentos, caso não saia o VLT,” analisa.

A deputada Isaura Lemos afirma que ainda é contra o VLT. Ela argumenta que os recursos destinados ao Fundo deveriam ser encaminhados para a construção de corredores exclusivos do transporte coletivo. “Eu sou contra o VLT, porque nós vamos trocar os ônibus que circulam de cinco em cinco minutos, carregando 200 mil passageiros para aumentar muito pouco o número de passageiros e diminuir muito pouco o tempo das viagens. O que nós achamos é que estes recursos deveriam ser para os corredores exclusivos,” opina.

Fonte: Portal 730