13 de fevereiro de 2014

SSP vai pagar R$ 200 a policiais por cada arma de fogo ilegal apreendida em Goiás


Intenção é diminuir crimes com morte no Estado. Simulacros não serão considerados. Ao microfone, Joaquim Mesquita apresenta Goiás MaisSeguro. Armamento será encaminhado para destruição

Policiais civis, militares, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Técnico-Científica vão receber uma quantia em dinheiro por cada arma de fogo irregular apreendida durante o expediente. O valor de R$ 200 será individual ou por equipe, com limite de R$ 1 mil por profissional por mês. O programa de pagamento de bonificação foi lançado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) nesta segunda-feira (10/2).

Denominada Goiás Mais Seguro, a intenção é diminuir os casos de criminalidade com o uso desse tipo de armamento. Ao lado do diretor-geral da Polícia Civil, João Carlos Gorski, o secretário Joaquim Mesquita disse que o objetivo é reduzir a criminalidade. "O pagamento da gratificação é um estímulo aos operadores da SSP.” A apreensão de simulacros não será considerada pela secretaria.

Em entrevista, ele ressaltou que o objetivo é combater, principalmente, os crimes com mortes. "As armas ilegais apreendidas serão encaminhadas ao Judiciário para serem devidamente destruídas", explicou Mesquita.

No ano passado foram apreendidas 3.238 armas de fogo. Esse balanço registra uma alta de 25% se comparado ao de 2012, quando mais de 2.600 saíram de circulação.

Fonte: Jornal Opção (Marcello Dantas)