4 de fevereiro de 2014

Imóveis: depois do boom, Creci prevê estabilidade


Depois de forte valorização nos últimos cinco anos, a tendência é de estabilidade nos preços dos imóveis (apartamentos) novos em Goiânia, segundo previsão do Creci Goiás. A entidade divulgou hoje estudo que identificou aumento médio de 9,6% nos preços dos apartamentos novos na capital em 2013. Embora superior à inflação acumulada no ano, é menor que a valorização média de 2012 (18,8%) e dos últimos cinco anos (12,9% ao ano). "Tivemos valorização atípica com a diversificação dos empreendimentos lançados, mas o que se observa e prevê para este ano é uma estabilização nos preços", diz o presidente do Creci, Oscar Hugo Guimarães.

Com a valorização dos últimos cinco anos, o preço médio do metro quadrado de um apartamento na capital fechou 2013 em R$ 4.298,14. Este valor varia de acordo com o imóvel (tamanho e acabamento) e sua localização. O Setor Marista continua como o mais valorizado, com a média de R$ 6.135 o metro quadrado, seguido pelo Alto da Glória (R$ 5.144) e Setor Oeste (5.026) e Nova Suíça (R$ 4.902). A pesquisa do Creci também levantou os preços médios dos apartamentos em Aparecida, com a média de R$ 2.539 o metro quadrado, valorização de 7,6% em relação a 2012.

Confira os setores mais valorizados da capital (preço médio por metro quadrado):

Marista R$ 6.135
Alto da Glória R$ 5.144
Oeste R$ 5.026
Nova Suíça R$ 4.902
Jardim Goiás R$ 4.851
Bueno R$ 4.844
Coimbra R$ 4.492
Centro R$ 4.452
Leste Vila Nova R$ 4.363
Pedro Ludovico R$ 4.121
Sudoeste R$ 4.090
Leste Universitário R$ 4.024
Jardim América R$ 3.999

Fonte: Jornal O popular
Foto: Wildes Barbosa