18 de janeiro de 2014

Tiroteio em boate de Goiânia mata três e deixa outros três feridos


Um dos possíveis autores dos disparos dentro da casa de shows foi morto durante troca de tiros com a polícia.

Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas durante tiroteio dentro de uma boate, localizada na Avenida Mato Grosso do Sul, no setor Perim, em Goiânia. No local acontecia uma festa. Em fuga, um dos supostos atiradores foi morto durante confronto com a polícia. O crime teria sido motivado após briga de gangues.

A equipe de reportagem tentou contato com os dois delegados da Delegacia de Homicídios, responsáveis pelo caso, mas eles disseram não passar informações por telefone.

De acordo com a Polícia Militar (PM), três homens, que fariam parte de uma das gangues, entraram armados na boate por volta das 3h30 e procuraram por uma das vítimas, que seria um homem de uma gangue rival. Ao encontrá-lo, o grupo disparou várias vezes. A vítima morreu na hora. Outras duas pessoas, que estavam próximas ao homem, entre elas uma mulher, foram atingidas e morreram no local.

Segundo a PM, após o crime, outras três pessoas foram baleadas do lado de fora. A polícia suspeita que os amigos do homem baleado dentro da boate tenha disparado contra os atiradores como forma de vingança.

A polícia foi acionada e prendeu três homens que estavam armados com revolver calibre 38. Outro grupo que também estava armado fugiu do local em um veículo Gol Branco e foi perseguido pela polícia. Durante confronto com os militares, no setor Jardim Colorado, um dos suspeitos foi alvejado e morreu no local.

Ao todo, cinco foram presos e encaminhados à Delegacia de Homicídios. Todos tem passagens por furto e tráfico de entorpecentes. Três pessoas, as quais os nomes ainda não foram divulgados, morreram dentro da boate. Duas, que foram baleadas do lado de fora, estão em estado grave no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A outra vítima já foi liberada. O corpo de um dos suspeitos morto em confronto foi deixado aos cuidados do IML.

No momento do crime, cerca de 400 pessoas estavam no local. Seis armas de fogo foram apreendidas e encaminhadas à delegacia.

Fonte: Jornal O Hoje