7 de janeiro de 2014

Deputado quer limitar tempo de espera em filas de supermercados de Goiás


No que depender do deputado Luiz Carlos do Carmo, do PMDB, os clientes de supermercados de Goiás não perderão mais tanto tempo nas filas dos caixas, situação comum até nos grandes estabelecimentos, que nunca preenchem todos os locais de atendimento, inclusive nos horários considerados de pico, como no final da tarde. É de autoria do peemedebista projeto de lei em trâmite na Assembleia Legislativa que versa sobre o tempo máximo de espera por atendimento em supermercados e afins. A matéria encontra-se para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

“Hoje, há um serviço prestado com estrutura física inadequada, bem como quantidade de atendentes insuficiente para a demanda existente, com isso deixando os consumidores em condições deploráveis, constrangedora e até em alguns casos sem a devida segurança”, argumenta o deputado, que lembra que estes estabelecimentos recebem à vista ou com a garantia de cartões de crédito, logo, deveriam prestar um serviço melhor à clientela. “Então, sem dúvida, não é demais exigir melhores adequações quanto ao atendimento daqueles que procuram os estabelecimentos de atacadistas e varejo no ramo de supermercados e assemelhados”, frisa.

Pelo projeto de lei, contudo, o atendimento pode ocorrer em até no máximo 30 minutos, tempo demasiado longo se considerados os fatos de os clientes ficarem em pé e muitas vezes com as compras nas mãos, quando nos chamados caixas rápidos.

Fonte: Jornal Opção (Ketllyn Fernandes)