3 de dezembro de 2013

Tribuna livre para José Dirceu em Goiás na Faculdade Padrão


Artigo
O espaço acadêmico, onde se formam os cientistas para o país em suas mais diversas áreas, é a trincheira garantida para livres pensadores. Deve ser o altar do pensamento onde o exercício do raciocínio permita que as almas aprimorem o sentido de existir. Onde a dialética, o debate, a contraposição de ideias garantam que as pessoas se elevem em seu sentido mais puro, se tornando a cada dia mais humanos e pensadores.

Homens e mulheres que pensam e se destacam na capacidade de formulação precisam ter abstraídos de si o que de melhor podem contribuir para o engrandecimento do pensar em sociedade. Mesmo quem comete erros e equívocos na execução de seus propósitos precisam ter garantido seu direito de rever suas posições e reordenar suas vidas.

O ex-ministro José Dirceu esteve no centro dos debates políticos do Brasil nas últimas décadas. Sua experiência como dirigente partidário, deputado federal e ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República é inegável e não pode ser desperdiçada na frieza de um cárcere. Foi líder estudantil da União Nacional dos Estudantes e esteve no célebre Congresso de Ibiúna, em São Paulo, quando os estudantes tentavam reorganizar a UNE e combater a tirania do regime militar de 1964. Lutou pela liberdade e pela redemocratização do Brasil quando muitos se calavam frente ao arbítrio. Sua formação acadêmica como advogado o coloca na posição de cientista social e conhecedor como poucos da realidade brasileira.

Por esta razão, e por acreditar que seja necessário garantir que ele tenha um espaço para transmitir o que conhece sem sectarismos que limitam o pensamento humano, a Faculdade Padrão, instituição de ensino superior de Goiânia, vai oficializar esta semana o convite para que o cidadão José Dirceu de Oliveira e Silva ministre aulas quinzenais em sua unidade de Goiânia.

Será uma oferta oficial, devidamente encaminhada à Vara de Execução Penal de Brasília e ao ex-ministro, com todas as garantias que a lei exige para seu deslocamento e retorno, mas com o cuidado para que seja aproveitado ao máximo o que José Dirceu possa transmitir aos nossos acadêmicos. O tema de suas palestras será de livre escolha do conferencista, com destaque para suas experiências na formulação de estratégias e de tudo o que vivenciou no centro do poder da República.

Uma faculdade não pode se prestar ao desserviço de fomentar preconceitos de qualquer natureza, muito menos os de ordem política, porque o que pode parecer inconcebível para uma sociedade em uma época pode ser o objetivo de um povo em outra. O dinamismo do pensamento passa obrigatoriamente pelo momento cultural que cada sociedade vive.

Podemos até mesmo não concordar com o que alguns pensam ou digam. Podemos ter diferenças na condução do raciocínio e de posições com nossos semelhantes. Entretanto, como pensadores temos a obrigação de defender com todas as nossas forças o direito de cada homem ou mulher de dizer o que pensam e de não limitar seus sonhos e ideais.

Esta é a riqueza maior que nos permite evoluir: dizer uma tese, ouvir a antítese e podermos formular uma síntese, em harmonia e sem nos sentirmos donos da verdade, sem dogmatismos que beiram à irracionalidade. O sentido da dialética que promove o engrandecimento do pensamento de homens e mulheres que fazem a história e que darão sentido a nossa existência.

Pois, a Faculdade Padrão, entidade que oferece cursos de graduação em diferentes áreas como Pedagogia, Biomedicina, Administração de Empresas, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem e Fisioterapia, além de estar fase de implantação uma unidade em Senador Canedo com um curso de Medicina, oferecerá a sua comunidade acadêmica a oportunidade de ouvir e debater com um homem que tem vasta experiência na vida política nacional e que poderá engrandecer o nível de discussão para nossos acadêmicos.

Que a liberdade, sentido maior da vida, que nos permite crescer e evoluir, seja o descortinar para um novo momento do Brasil, em que o debate reafirme a vocação para o desenvolvimento da nação e para o aprimoramento de nossas instituições. Que nossos acadêmicos possam abstrair o que de melhor seja possível com quem lhes transmita reflexões e conhecimentos adquiridos ao longo da vida.

(Walter Paulo Santiago, professor, diretor da Faculdade Padrão e presidente regional do Partido da Mobilização Nacional (PMN))

Fonte: DM