18 de novembro de 2013

Caldas Country: Polícia registra poucas ocorrências


O Caldas Country terminou no início da manhã de ontem, em Caldas Novas, e apesar da avaliação da Segurança Pública de que foi um evento tranquilo, 20 pessoas foram detidas e 38 termos circunstanciados de ocorrência (TCOs) foram lavrados. Os principais motivos das ocorrências foram embriaguez ao volante, desacato à autoridade, perturbação do sossego e tráfico de drogas, com apreensões de 91 pedras de crack, 10 porções de cocaína, 50 comprimidos de êxtase e mais de 20 tubos de lança perfume. A Polícia Militar calculou que mais de 70 mil pessoas compareceram ao festival e no horário de pico, durante o retorno para casa, uma média de 1,3 mil carros por hora deixaram a cidade.

As rodovias que dão acesso à Caldas tiveram tráfego intenso, praticamente, durante todo o dia. Até o início da noite, nenhum acidente tinha sido registrado. Em muito, a avaliação das autoridades de que o evento ocorreu dentro da normalidade se dá por causa dos fatos que marcaram a edição do ano passado. Diferentemente de 2012, desta vez não foram registrados casos de violência extrema, com mortes, e atentados ao pudor. A operação policial, com participação das polícias Civil, Militar e Federal, foi idealizada, justamente, para inibir tais práticas.

O delegado regional de Itumbiara e escalado para atuar nos dias de Caldas Country, Ricardo Chueire, conta que os desacatos constantes chamaram a atenção da força policial. Embriagados, os foliões não reagiram bem à forte presença da polícia nas ruas da cidade. Três mil homens foram escalados para trabalhar nos dias de festival, divididos em grupos de 650 por turno. “Nada a ver com o evento do ano passado. Não tiveram casos graves. O que chamou atenção mesmo foi a petulância do pessoal, que já estava embriagado”, discorreu. Um rapaz chegou a dar um tapa no rosto de um policial.

Dentro do evento, 168 casos de furtos

A maioria das ocorrências se deu fora do local do evento. Dentro da festa, as únicas situações registradas foram de pequenos furtos de celulares, carteiras, correntes de ouro e demais objetos. Ao todo, 168 casos foram contabilizados. As ruas de Caldas ficaram cheias durante o fim de semana, com uma média de 10 mil pessoas por dia de festival, mas sem maiores tumultos, conforme registrado no ano passado. A proibição do som automotivo em alto volume e da presença de ambulantes vendendo bebidas alcóolicas ajudou a controlar a aglomeração de pessoas.

Equipes da Operação Balada Responsável ficaram na cidade até às 21 horas de ontem para acompanhar a total saída dos turistas.

Fonte: Jornal O Popular