31 de outubro de 2013

Saneago investe R$ 350 milhões na região noroeste de Goiânia


Com a meta de chegar a dezembro de 2014 com mais de 90% da população goianiense atendida com redes de tratamento e coleta de esgoto sanitário, anunciada pelo governador Marconi Perillo, ele e o presidente da Saneago, José Gomes da Rocha, vistoriaram, ontem, as obras de construção de redes de coleta e tratamento de esgoto em bairros da região noroeste de Goiânia. Com investimentos de aproximadamente R$ 350 milhões, as obras somarão 600 quilômetros de rede esgoto.

Marconi vistoriou as obras no Parque Tremendão, Jardim das Hortências com Setor Novo Planalto e Jardim Nova Esperança, onde está sendo construído o tubulão do emissário. Quando forem entregues, as redes de esgoto atenderão a 60 mil famílias e terão atendido 84% da população de Goiânia com a coleta e o tratamento do esgoto sanitário. Atualmente, mais de 50 bairros já estão sendo beneficiados e a meta é também atender a toda a região noroeste.

O governador afirmou que 78% das residências de Goiânia já têm esgoto coletado e tratado. “Quando cheguei ao governo, em 1999, não tínhamos nem estação de tratamento de esgoto. Eu construí a Estação de Tratamento de Esgoto Hélio Seixo de Britto. Com isso, o esgoto que era coletado, quase tudo feito no governo Henrique Santillo, e era jogado nos córregos e rios, passou a ser levado à ETE para ser tratado e devolvido sem contaminação e sem prejudicar o meio ambiente”, relembrou.

Ele afirmou que nos mandatos anteriores e neste foram feitos investimentos vultosos na área de saneamento básico. “Saltamos de nove para cerca de 70 estações de tratamento de esgoto em Goiás e estamos universalizando o tratamento e a coleta de esgoto na cidade de Goiânia. São obras que representam investimento na saúde preventiva”, declarou.

Marconi assinou ordem de serviço autorizando a Saneago a iniciar as obras de implantação de 3.750 metros de interceptor Caveirinha, na região noroeste, com investimento de R$ 6.897.801,94. Ele assinou ainda termo de compromisso do governo do Estado com a Caixa Econômica Federal para execução das obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário em Goiânia e em municípios com população superior a 50 mil habitantes, com investimentos de R$ 98 milhões.

Fonte: DM