23 de outubro de 2013

Prefeitura deve divulgar na próxima semana imóveis que serão desapropriados para implantação do Corredor Norte Sul


Anteriormente estava previsto que 500 lotes seriam desapropriados para a implantação da Bus Rapid Transit (BRT) no corredor Norte Sul. O número caiu verticalmente para 66 e a lista deve ser apresentada na próxima semana. A área total será de 26 mil metros quadrados, 3 mil a menos que a primeira estimativa.

De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Licitação da Companhia Municipal de Transportes Coletivos (CMTC), Benjamin Kennedy Machado da Costa, a redução foi possível graças a diminuição da largura da via de 32 para 29 metros.

Grande parte dos terrenos que serão desapropriados está nas regiões onde serão construídas trincheiras – nos cruzamentos da das Avenidas Goiás Norte e Perimetral Norte e no entroncamento da Rua Tapajós com a Avenida Rio Verde, no Parque Amazônia.

Na próxima semana, a prefeitura divulgará no Diário Oficial do Município (DOM), o tamanho exato das áreas que serão desapropriadas na Avenida 84, no Setor Sul, e na Avenida 4ª Radial, no Setor Pedro Ludovico.

Interessados
Até o momento 11 empresas demostraram interesse em implantar o BRT no Corredor Norte Sul. Todas elas se inscreveram para a pré-qualificação realizada pela CMTC. O custo máximo da obra será de R$ 310 milhões.

Os documentos apresentados estão sendo analisados pela CMTC. A previsão é que a implantação do BRT leve aproximadamente dois anos.

Fonte: Portal 730