18 de outubro de 2013

Ministro assegura recursos para VLT


Projeto para o transporte coletivo de Goiânia está orçado em R$ 1,3 bilhão e deverá receber recursos de diferentes fontes.

Se o projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para Goiânia ficar pronto até março do ano que vem, o Ministério das Cidades garantirá parte dos recursos para as obras. Esse compromisso foi assumido ontem em Brasília pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, durante audiência com o governador Marconi Perillo. O projeto total é orçado em R$ 1,3 bilhão e deverá ter recursos de várias fontes.

O governador afirmou estar otimista em relação ao cumprimento do prazo para conclusão do projeto, que inclusive passará por modificações em relação ao que foi concebido inicialmente com vistas a tornar o VLT mais moderno e ágil. “Havia o projeto do trem apenas por superfície. Agora, estamos trabalhando algumas mudanças que permitirão a construção de trechos subterrâneos e algumas obras a mais”, explicou Marconi.

Estão incluídos nos projetos a serem beneficiados com recursos do Ministério das Cidades também os prolongamentos do Eixo Leste/Oeste para Senador Canedo, de um lado, e Vila Mutirão e Vera Cruz, do outro. “São projetos consistentes e muito importantes para a área da mobilidade urbana para o futuro de Goiânia e da Região Metropolitana”, assegurou o governador.

Entorno do DF
Para o Entorno do Distrito Federal, onde o transporte urbano tem enfrentado sérios problemas de superlotação e atrasos no cumprimento de horários, o governo do Estado continua a gestionar no sentido de estender o BRT, em construção, até Luziânia. O projeto original, a cargo do governo do Distrito Federal, prevê a construção do BRT de Brasília até Santa Maria.

Ontem, Marconi esteve também em audiência com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Tratou das escolas que estão sendo construídas no Estado em parceria com o governo federal e dos projetos que foram encaminhados, solicitando mais recursos para escolas e outras estruturas físicas para a rede estadual de ensino.

“Deixamos praticamente certa uma visita do ministro em novembro a Goiás para inaugurarmos juntos algumas obras, lançarmos um pacote para a construção de novas escolas e para a formatura do Pronatec. Estamos confiantes de que teremos mais apoio ainda do Ministério da Educação”, avaliou o governador. (Redação, com assessoria)

Fonte: Jornal O Hoje