12 de outubro de 2013

Goiás tem projeto para produção de terras raras


GOIÂNIA - De 2013 até 2016, Goiás deve receber 22 investimentos na área da mineração, que ultrapassam R$ 8 bilhões. Um dos principais projetos é da Mineração Serra Verde (MSV), subsidiária do Grupo Mining Ventures Brasil, que está pronta para produzir terras raras críticas.

Com grande demanda mundial pelo setor de alta tecnologia, esses minérios são encontrados com teor próximo de 100% na cidade de Minaçu, no norte do Goiás.

As terras raras contém 17 elementos químicos minerais, utilizados em vários setores para fabricação de vidro, cerâmica, computadores, tablets, smartphones e automóveis. As terras raras críticas são compostas por elementos muito escassos (praseodímio, neodímio, európio, gadolínio, térbio, disprósio e ítrio), que têm demanda crescente e previsão de escassez mundial em 2016.

A exploração das terras raras é polêmica, por conta dos cuidados ambientais exigidos por possíveis teores radioativos. Sua exploração vinha sendo minimizada desde a década de 1990. O único país a exportar esses minérios é a China, mas as vendas estão em retração.

Andreas Sprecher, presidente do Grupo Mining Ventures, afirma que a jazida de Minaçu será um centro atrativo para empreendimentos que processem as terras raras. "Com isso, o Brasil deixará de ser um mero exportador de matérias-primas, para se colocar na vanguarda dessa tecnologia de ponta, com amplos benefícios para sua economia."

Fonte: Estadão