15 de outubro de 2013

Autódromo: Obras seguem devagar



Parte da estrutura dos boxes do autódromo já está destruída.

Uma semana de obras e poucas mudanças são perceptíveis no autódromo de Goiânia. O local, que tem, agora, 141 dias para ficar pronto, de acordo com o cronograma, ainda tem um efetivo pequeno de funcionários. O argumento da equipe que atua no local e também da Agência Goiânia de Transportes e Obras (Agetop) é de que há dificuldade para contratar mão de obra para os serviços.

A reportagem do POPULAR conseguiu contar cerca de 30 pessoas trabalhando no local, ontem, e a intenção do engenheiro responsável pela obra, que se identificou apenas como Bruno, é de chegar a 200.
Presidente da Agetop, Jayme Rincón explicou que início de obra é normalmente mais lento. “Eles vão entrar em três frentes: urbanização, obra civil e asfalto. A pista é o que nos preocupa mais, tem de ter cuidado. Eles estão terminando as análises para a intervenção.”

A reforma dos boxes, como Rincón enfatizou, já foi iniciada. A parte superior das cabines 19 a 37 não existe mais. Mas a máquina de demolição da estrutura estragou e a equipe de trabalho aguarda a chegada de uma substituta. De acordo com o presidente da Agetop, o novo maquinário deve chegar em, no máximo, dois dias. Ele garantiu que o andamento da reforma está dentro do previsto para a entrega – abril de 2014.

Fonte: Jornal O Popular