7 de setembro de 2013

MP discutirá como órgãos deverão fiscalizar superlotação de ônibus


Após a justiça conceder a liminar que proíbe superlotação e atrasos dos ônibus na região metropolitana de Goiânia, o Ministério Público instaurou procedimento administrativo para acompanhar o cumprimento da decisão da justiça.

O Ministério Público entrou em contato com os presidentes da Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) e da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo de Goiânia (RMTC), responsáveis pelo transporte coletivo da capital, para discutirem como deverá ser feita a fiscalização do transporte coletivo.

As reuniões acontecerão nos dias 11, 12 e 13 de setembro e o Ministério Público deverá se reunir em momentos diferentes com cada presidente.

Fonte: DM