11 de setembro de 2013

Chineses querem investir US$ 600 Milhões em Goiás, Grupo atua na área da construção civil


Grupo Grand Will – Brazil Green Energy assinou protocolo de intenções com o governo do Estado para instalação de indústrias em Bela Vista e em Uruaçu; empresa atua nos segmentos da construção civil com uso de materiais biossustentáveis e em geração e transmissão de energia; obras devem se iniciar em um ano, com expectativa de geração de 1.800 emprego diretos; governo dará incentivos fiscais do programa Produzir.

Os municípios de Bela Vista de Goiás e Uruaçu receberão investimentos do grupo chinês Grand Will – Brazil Green Energy. O protocolo de intenções foi assinado na manhã desta terça-feira, dia 10, pelo governador Marconi Perillo, pela presidente da empresa, Yuling Xiao, pelo vice-presidente Xing Lu, e pelo sócio-administrativo e diretor executivo, Jeferson Araújo. A empresa chinesa atua na construção civil com uso de materiais biossustentáveis e em linhas de geração e transmissão de energia.

Em Bela Vista serão implantados diferentes polos industriais, como de tubos, metalúrgicas e painel solar. O investimento será de US$446 milhões. Em Uruaçu será implantada uma usina de energia solar, com investimentos de US$97 milhões. O Governo de Goiás entrará com apoio de benefícios tributários e do programa Produzir, através da GoiásFomento, que é responsável pela atração desses investimentos em Goiás.

O governador Marconi Perillo ressaltou a importância do investimento para as duas cidades, que vai garantir a geração de milhares de empregos diretos e indiretos. “A outra vantagem é trazermos os chineses para investir em Goiás. Eles querem expandir seus negócios e o trabalho que o governo está fazendo é para que Goiás seja uma referência, para que esses investimentos ocorram”. Ele mencionou que as duas cidades são estratégicas e têm recebido fortes investimentos. Uruaçu pela construção de ferrovias e pelo ecoturismo e Bela Vista, que no ano que vem será acessada por uma pista toda iluminada.

Ele ressalta que o Governo de Goiás tem trabalhado para melhorar a infraestrutura, para garantir políticas para indústrias, agricultura, pecuária, comércio, além de uma política forte para a qualificação de mão de obra. “Isso tudo tem transformado Goiás em um grande destino de investimentos estrangeiros e locais”. Ele também ressaltou durante coletiva a importância dos incentivos fiscais para que haja a oportunidade de desenvolvimento a todos os estados.

Jeferson Araújo disse que a escolha de Goiás se deu pelo crescimento econômico do Estado e por estar no centro do Brasil. Ele informa que a partir da assinatura do protocolo, em aproximadamente um ano, deve iniciar a construção. A estimativa, de acordo com Jeferson, é que haja a geração de mais de 1500 empregos em Bela Vista e mais de 300 em Uruaçu, sendo que durante a instalação da usina, serão mais de dois mil. Os dados podem variar de acordo com o andamento da implantação do projeto.

A prefeita de Uruaçu, Solange Bertulino, disse que com a geradora de energia solar na cidade, haverá  muitos empregos que beneficiarão não só Uruaçu, mas para toda região. O prefeito de Bela Vista, Eurípedes do Carmo, afirma que é de suma importância receber esse investimento, que será um marco para a cidade. “Nós temos certeza que será uma revolução no município. Uma Bela Vista antes e depois, da instalação do polo industrial”.

Fonte: Brasil 247