14 de agosto de 2013

Saúde: Novos Cmeis zeram déficit por vagas em Aparecida


O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, e o secretário de Educação, Domingos Pereira, assinaram ontem a ordem de serviço para o início das obras de 17 novos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) no município. O diferencial das novas unidades será o PVC leve enxertado de concreto, material canadense que garante maior qualidade de acabamento e rapidez na entrega das obras.

“Pelo simbolismo da data e pelo esforço do governo federal no sentido de ajudar a melhorar a nossa realidade educacional, além da proximidade geográfica, me arrisco a dizer que há uma grande possibilidade de confirmação da presença da presidenta Dilma Rousseff. Caso isso se confirme, aproveitaremos para fazer o lançamento das obras do campus da Universidade Federal de Goiás (UFG/Aparecida)”, anunciou Maguito Vilela, lembrando que o convite formal já foi feito à presidenta.
Com a construção destes novos Cmeis, o prefeito Maguito espera entregar à população aparecidense, até o final do ano, 36 novas unidades de educação infantil.

“Em novembro do ano passado iniciamos as obras de 15 Cmeis. Além disso, outras quatro unidades já estão em fase final de construção, no Pappillon Park, Garavelo Residencial Park, Santo André e Jardim Tiradentes”, informou Maguito.

Como a nova técnica canadense de PVC leve reduz o tempo total da obra para um período de 70 dias, as inaugurações das novas unidades devem começar em outubro. A primeira delas deve ocorrer em 12 de outubro, Dia das Crianças, no Setor Serra Dourada.

Segundo o secretário de Educação, as 36 novas unidades oferecerão 4.329 novas vagas no município. “Esperamos sanar o déficit de educação infantil, já que hoje 3 mil crianças estão no cadastro reserva, aguardando vaga”, explicou Domingos Pereira.

O secretário de Educação ressaltou também que o objetivo desta gestão não é só ampliar o acesso à educação, mas também oferecer uma educação pública de qualidade.

“Para isso, democratizamos a gestão nas escolas, realizamos concursos para professores, implantamos plano de carreira, pagamos o PIS para os profissionais da educação e agora climatizamos todas as unidades escolares com ar-condicionado”, pontuou.

O custo de cada um dos 17 Cmeis iniciados hoje é de R$ 1,45 milhão, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Ministério da Educação. Um investimento total superior a R$ 23 milhões. A prefeitura ficou responsável pela doação das áreas.
“A parceria com o governo federal foi fundamental para mais essa conquista em Aparecida”, enfatizou Domingos Pereira.

Fonte: Diário de Aparecida