28 de agosto de 2013

Programa Ganha Tempo é alterado por registro de fraude


Mediante registro de mau uso dos cartões Integração, Fácil, Passe Escolar, todos beneficiados com o programa Ganha Tempo, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) a partir desta quarta-feira, (28), fará alteração de validação desses cartões em 14 terminais da grande Goiânia.

A medida visa coibir o mau uso do benefício e que caracteriza fraude ao sistema nas catracas de solo denominadas “venda embarcada”.

Entenda a fraude

De acordo com registros do Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo Urbano (Setransp), o usuário embarca na parte dianteira do ônibus sem transpor a catraca e ali aguarda algum passageiro que não tem créditos no cartão para efetivar a venda de uma passagem.

O fraudador então valida a passagem do próprio cartão na catraca do ônibus e, depois disso, usando o intervalo de 2h30 que o programa Ganha Tempo oferece, o fraudador desce do ônibus pela porta dianteira e se dirige para a catraca de solo denominada de Venda Embarcada onde passa sem pagar pela viagem.

Isso significa que esse usuário fraudador está sendo transportado de graça e revertendo o dinheiro da passagem para si mesmo. Com esta prática o Setransp registrou somente no mês de julho, data da criação do programa, mais de 45 mil integrações irregulares feitas nestes locais.

A CMTC entende que o bom uso do benefício Ganha Tempo é de suma importância para a sua manutenção, sendo esse o principal argumento da Companhia para que o usuário que não tenha créditos no cartão não aceite tal prática e só valide os créditos na venda embarcada ajudando assim a manter o programa que foi criado para dar mais benefícios ao passageiro do sistema.

Fonte: O Hoje