13 de agosto de 2013

Grupo de SC deve investir R$ 175 milhões em Goiás


Protocolo de intenções assinado com o governo prevê abertura de sete lojas no Estado. Juntas, devem gera mais de 2,4 mil empregos.

O governo de Goiás assinou ontem protocolo de intenções com a Havan, empresa de Santa Catarina que atua há 25 anos no ramo de varejo. O encontro entre o governador Marconi Perillo (PSDB) e o diretor- presidente do grupo, Luciano Hang, aconteceu no Palácio Pedro Ludovico Teixeira. Durante a assinatura do protocolo, o empresário catarinense anunciou investimentos que somam mais de R$ 175 milhões para a abertura de sete lojas em Goiás.

Com sede em Brusque (SC), a Havan chega a Goiás por Anápolis, com a instalação de uma loja e um centro de distribuição planejado para atender o projeto de expansão do grupo para o Centro-Oeste, duas lojas em Goiânia, uma em Aparecida de Goiânia, uma em Valparaíso de Goiás, uma loja em Rio Verde e outra em Itumbiara. As unidades devem gerar, juntas, 815 vagas diretas e 1.630 empregos indiretos.

As lojas Havan trabalham na comercialização e distribuição de brinquedos, tecidos, eletrônicos, ferramentas, utensílios, lojas de fast-food e postos de combustíveis, dentre outros. O governador Marconi Perillo pontuou que as parcerias com o setor privado têm sido o diferencial para o crescimento do Estado. “Estamos incrementando ainda mais os meios para fazer parcerias com o capital privado e damos as boas vindas ao grupo Havan, pois sua chegada significa não só emprego, mas também melhoria na renda e aumento na arrecadação de tributos e prosperidade para Goiás”, disse.

Para o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB), a assinatura do protocolo de intenções com a Havan demonstra o empenho do poder público estadual em buscar melhorias para os municípios goianos. “São ações como essa que garantem o desenvolvimento do Estado, ao proporcionar a geração de emprego e de circulação de riquezas”, analisou Maguito. “Eu e Maguito já disputamos uma eleição para governador e agora estamos aqui, juntos, para ganhar melhorias para nosso Estado. Trabalhamos juntos por Goiás”, disse o governador, na ocasião.

O diretor-presidente do Grupo Havan, Luciano Hang, ressaltou que o grupo possui lojas espalhadas por seis Estados brasileiros, mas que o governo de Goiás é um dos mais interessados em captar investimentos. “Digo isso pela forma como fomos recebidos. O País só vai melhorar quando os gestores públicos se preocuparem em propiciar o crescimento da iniciativa privada, respaldada na geração de emprego e renda, e na boa interação com o meio ambiente.Temos como prioridade ajudar no crescimento dos municípios onde instalamos nossas unidades”, declarou.

De acordo com o secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy, outros investimentos do mesmo porte estão sendo negociados para Goiás. “Tão logo sejam finalizados, serão anunciados”, resumiu. Para Baldy, a instalação da Havan em Goiás representa a credibilidade na política de investimentos adotada em Goiás. “É a interiorização dos investimentos, e, fundamentalmente, a descentralização da nossa economia”, falou.

Fonte: Jornal O Hoje