4 de agosto de 2013

Estado e Prefeitura apresentam projetos ao PAC


O secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, Maurício Muniz, recebeu ontem, em Brasília, representantes do governo de Goiás e da Prefeitura de Goiânia. O encontro atende o compromisso da presidente Dilma Rousseff (PT) que, em reposta às manifestações que tomaram conta do país no mês passado, anunciou verba de R$ 50 bilhões para projetos na área de mobilidade urbana em todo o Brasil.

O governo do Estado apresentou proposta para dar sequência ao Bus Rapid Transit (BRT), Eixo Expresso do Distrito Federal (DF), que liga Brasília a Santa Maria e cujas obras já foram iniciadas pelo governo federal. O Estado propõe que o Eixo seja estendido até Luziânia, passando por Novo Gama, Valparaíso e Cidade Ocidental.

“Existe uma demanda nessas cidades de cerca de 200 mil pessoas que procuram Brasília para trabalhar. Nossa ideia é dar celeridade ao transporte para que os usuários cheguem mais rápido aos seus destinos”, pontuou o secretário de Cidades, João Balestra, que representou o governo estadual no encontro.

O projeto é o que BRT estadual comporte entre 160 e 200 pessoas. Segundo Balestra, um estudo de concepção do projeto está sendo feito e uma nova reunião será marcada para os próximos dias. A data não foi confirmada. O projeto goiano ainda não tem valor estimado. Para o secretário, o projeto “tem tudo para dar certo”.

Já a Prefeitura de Goiânia quer a implantação de 25 corredores e quatro terminais de complementação do BRT no Eixo Norte-Sul da capital.

O projeto prevê gastos de cerca de R$ 700 milhões. De acordo com o prefeito Paulo Garcia (PT), a prefeitura saiu na frente porque seis dos 25 corredores apresentaram os elementos necessários para a realização do empreendimento, o que ele chama de projeto executivo. “A reunião foi muito boa. Avançamos em alguns pontos, como na entrega de seis projetos executivos. O secretário do PAC irá analisar nossas reinvindicações e nos chamará novamente”, conta em tom otimista.

O chefe de gabinete de Paulo, Iram Saraiva Júnior, e um técnico da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Goiânia (SMT), o acompanharam na viagem a Brasília.

Fonte: Jornal O Popular