6 de agosto de 2013

Assinada ordem de serviço para ampliação da Maternidade Marlene Teixeira


O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB) e o secretário municipal de Saúde, Paulo Rassi, assinaram nesta terça-feira, 06, ordem de serviço para a reforma e ampliação da Maternidade Marlene Teixeira. O investimento será todo do Tesouro Municipal e compreende R$ 160 mil para a obra física e cerca de R$ 300 mil para complementação de mobiliários e equipamentos.

“Sanar os problemas da saúde pública em Aparecida é uma das prioridades da nossa gestão. Unindo esforços já construímos uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS). Outras 10 UBSs estão em obras e mais duas UPAs estão em licitação. Além disso, a prefeitura em parceria com o Governo Federal dará início à construção do Hospital Municipal ainda este mês. Estamos avançando muito”, salientou Maguito.

O secretário Paulo Rassi destacou a importância das parcerias na resolução dos problemas da Saúde. “Não é fácil resolver os problemas da Saúde, mas estamos em busca de soluções, provisórias ou definitivas, e as parcerias são muito importantes nesse sentido. Agradeço imensamente o secretário Estadual de Saúde, Antônio Faleiros e o secretário de Saúde de Goiânia, Fernando Machado, por cederem alguns leitos do Hospital Materno Infantil para atendimento das nossas pacientes”, falou Paulo Rassi.

OBRAS – A Maternidade Municipal Marlene Teixeira que está fechada desde segunda-feira, 05, e passará por obras de reforma e ampliação nos próximos 4 meses. Por esse motivo, o atendimento foi direcionado às demais unidades do município. A Central de Agendamento Municipal está reagendando as pacientes que tem consultas marcadas na maternidade até o dia 17 de agosto. Todos os pacientes estão sendo acionados e informados das novas datas e locais.

A SMS explica ainda que o atendimento ambulatorial e de pré-natal das pacientes assistidas na unidade serão transferidos para um prédio próximo à maternidade, localizado na Avenida dos Colonizadores, na quadra 82, lote 03, Vila Brasília.  Os atendimentos acontecerão a partir da próxima quinta-feira, dia 08 de agosto.

Já os casos de Urgência e Emergência serão atendidos no Hospital Garavelo, localizado na Rua 8-E, esquina com a Rua 3-E, na quadra 45, área 2, no Setor Garavelo Residencial Park. Os profissionais da Maternidade Marlene Teixeira serão remanejados para garantir o atendimento nestes dois locais. Os pacientes que tiverem dúvidas também poderão se informar pelo telefone (62) 3545-6070.

Essa será a primeira reforma com ampliação realizada na maternidade. A última intervenção foi realizada em 2003, há dez anos. A obra prevê reforma geral da parte elétrica e hidráulica da unidade; ampliação do centro cirúrgico e da Central de Material Esterilizado (CME); retirada da lavanderia, que será readaptada em outra unidade para dar lugar à ampliação dos consultórios e criação do dormitório dos médicos, entre outras intervenções.

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que a desativação é necessária para que a obra seja realizada no menor tempo possível. Nos últimos tempos, a maternidade vinha realizando em média 30 partos por mês. Número tímido, dentro do universo de 870 procedimentos realizados mensalmente pela rede conveniada ao SUS no município.

PRESENÇAS – Também prestigiaram a solenidade o vice-prefeito Ozair José (PT); os secretários Euler de Morais (Governo), Fábio Camargo (Meio Ambiente), André Luis (Controle Interno), Adriano Montovani (Trabalho, Emprego e Renda), Valdemir Souto (SMTA); Marinho Rezende (Procon), Eli de Faria (AparecidaPrev), Carlos Eduardo (Fazenda), Ozéias Laurentino (Comunicação), Raul Coutinho (Licitação e Compras), Afonso Boa Ventura (Planejamento); o diretor do Sine, Vando do Prado; além dos  vereadores Ezízio Barbosa (PMDB), Rosildo (PP), Vencerlino Amendoim (PSL), Vandinho (PTC), Helvecino Moura (PT) e Arnaldo Leite (PMDB).

Fonte: Prefeitura de Aparecida de Goiânia