3 de julho de 2013

Apartamento de até R$ 5 milhões: Chegam a Goiânia inovações de grandes centros do mundo, como garagem no andar do imóvel


Imagine poder chegar com o carro até o andar de seu apartamento de elevador e deixa-lo estacionado lá, ao alcance de sua visão, ou contar com uma piscina de raia na área de lazer particular de sua cobertura. Essas são algumas luxuosas inovações que o mercado imobiliário de Goiânia já oferece para alguns endinheirados, que podem pagar até R$ 5,3 milhões por um apartamento em empreendimentos de alto padrão que estão sendo lançados na capital, cujo metro quadrado pode chegar a R$ 8 mil.

O que parece algo muito distante para a maioria da população já é realidade para muita gente. Apesar das cifras milionárias, o mercado imobiliário de Goiânia está aquecido para esse tipo de empreendimento, que tem uma boa velocidade de vendas, garantem os incorporadores.

As empresas GPL, Terral e Town Desenvolvimento Imobiliário prometem apresentar ao mercado, na segunda quinzena de agosto, o mais sofisticado empreendimento do setor de Goiânia, na Rua 36, Setor Marista. O nome ainda está sendo escolhido, mas os diferenciais chamam a atenção. A novidade será um elevador que permite que o morador suba com seu carro até o apartamento, estacionando-o em seu andar .

COMODIDADE

Assim, ficará muito mais fácil descarregar as compras de supermercado ou as malas de viagem. “Será o primeiro elevador de automóveis com conceito de luxo e comodidade”, destaca o presidente da GPL, Guilherme Pinheiro de Lima. O projeto arquitetônico, em estilo inglês, tem consultoria do arquiteto Pablo Slemenson, responsável pelo projeto do Shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

Os apartamentos, com mais de 400 metros quadrados, terão ambientes integrados que proporcionam a liberdade de uma casa. Além da vaga no andar do apartamento, que pode abrigar um carro e uma moto, os moradores terão mais quatro vagas na garagem coletiva e uma área de lazer, fitness center e piscina na cobertura. Por tudo isso, os futuros moradores pagarão em torno de R$ 7,5 mil por metro quadrado, num total de R$ 3 milhões.

Guilherme Pinheiro lembra que o mercado de alto padrão é sucesso há dez anos em Goiânia. Por isso, a empresa vislumbrou que a cidade teria espaço para um produto de alto padrão que ainda não tinha. A prova é que, antes mesmo do lançamento, já existem interessados fazendo pré-reservas. “Muita gente quer sair do condomínio fechado para fugir do trânsito e até almoçar em casa. Mas quer um apartamento que tenha o mesmo conforto e espaço de uma casa.”

ESTILO CASA

Esses empreendimentos estão procurando atender essas pessoas que querem um apartamento que tenha a cara de uma casa suspensa. No próximo mês de agosto, a Opus Inteligência Construtiva lança o Casa Opus Vaca Brava, cujo metro quadrado varia de R$ 7,5 mil a R$ 8 mil, dependendo do andar. A cobertura, por exemplo, terá 712 metros quadrados divididos em dois pavimentos, que abrigam até uma piscina com raia, e já foi vendida por R$ 5,3 milhões.

Os privilegiados moradores das 33 unidades terão quatro opções de plantas, com metragens que variam de 356 a 528 metros quadrados. “Essa última foi a mais vendida. Só restam duas unidades”, informa o diretor da Opus, Dener Justino. Os apartamentos, que terão ambientes integrados e pé direito alto, proporcionarão uma visão de 180 graus do Parque Vaca Brava.

Segundo Dener, esse público mora em casas maiores e quer o mesmo espaço para voltar ao apartamento, por isso as plantas maiores foram mais procuradas. Ele garante que as vendas superaram as expectativas. “Para este produto dificilmente há crise. A maioria paga 100% durante a obra”, informa.

Ambiente climatizado e isolamento acústico

A EBM está construindo o Über Luxury Style, na praça da T-23, cujo metro quadrado custa cerca de R$ 6.900, o que significa um valor total em torno de R$ 2,4 milhões. O diretor comercial da EBM, Rodrigo Meirelles, informa que o apartamento será todo climatizado, terá piso com isolamento acústico e será entregue com total automação de iluminação, ar-condicionado e persianas.

Segundo ele, das 29 unidades do empreendimento, 21 já foram vendidas. “É um mercado com muita demanda e exigente quanto à localização e planta”, destaca. As paredes das áreas comuns terão um revestimento especial e a garagem terá piso com pintura Epox. Aliás, a vaga da garagem poderá ser fechada com box privativo.

Na área de serviço, a lage técnica funcionará como o quintal do apartamento, que terá aspirador de pó central. Aliás, o aquecimento a gás chegará até a cozinha e a varanda comportará uma mesa com 12 lugares. A estimativa é que somente a decoração de um apartamento assim custe 25% do valor do imóvel.

Órion vende 80% de suas unidades em 48 horas

Superando até mesmo as melhores expectativas dos empreendedores, o maior complexo de negócios e saúde do Estado teve 80% de suas unidades vendidas em menos de 48 horas após seu lançamento, no último sábado. Das 924 unidades do Órion Business & Health Complex – distribuídas entre salas clínicas, comerciais e unidades hoteleiras –, 740 foram comercializadas no final de semana, num total de R$ 235 milhões (2 mil pessoas já estavam cadastradas pelo site do empreendimento).

Segundo o diretor-comercial da Tropical Imóveis, Leandro Daher, a maioria dos interessados era de médicos e donos de clínicas, que enxergaram uma grande possibilidade de investimento em um complexo que congrega, num único local, cinco segmentos – hospital, centro clínico e comercial, hotel e shopping. É o caso do angiologista e cirurgião vascular Eizo Iwamoto, que faz parte do grupo de médicos proprietários das clínicas Sana e Angioderm.

Juntos, eles adquiriram seis salas, atraídos pela conveniência de montarem as clínicas no mesmo ambiente de um hospital e pela perspectiva de valorização do imóvel. “O fato de reunir num só lugar a parte médica e o hospital é muito interessante, até porque, com o crescimento da cidade, fica cada vez mais difícil das pessoas se deslocarem de um lugar para o outro, de estacionarem os carros. Olhamos outros lugares com o metro quadrado mais barato, mas acreditamos que este será um investimento que vai supervalorizar em alguns anos.”

O Órion será erguido no Setor Marista, na confluência entre as avenidas Portugal e Mutirão, com investimentos de R$ 500 milhões e 125 mil metros quadrados de área construída. Serão 46 pavimentos, 12 deles destinados a estacionamentos com 1.400 vagas. Além das salas clínicas e escritórios, o hotel abrange hospital de 160 leitos (40 UTIs), centro de diagnóstico e centro laboratorial, hotel com 260 apartamentos, além de shopping com 59 lojas. Terá ainda centro de convenções e heliponto.

Fonte: Jornal O Popular
Foto: Maquete Orion Business