8 de junho de 2013

Prefeito fala em mais projetos para o transporte coletivo


O prefeito Paulo Garcia (PT) afirma que o programa Ganha Tempo é apenas um dos projetos que pretende implantar para o transporte coletivo da capital e que vem sendo estudado há meses.

A ideia é que aqueles usuários que pagam apenas uma passagem para se locomover a um destino ganham em qualidade, por ter maior mobilidade e poder fazer o trajeto em menos tempo. Já aqueles que utilizam mais passagens, além deste ganho no serviço, poderão economizar.

Para o prefeito, o programa é feito dentro da política da prefeitura de desenvolvimento sustentável e valorizar o transporte coletivo.

Presidente da Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), Ubirajara Abbud disse que não há previsão de uma fiscalização maior para conter possíveis fraudes, como ceder o cartão a outro usuário.

O projeto não terá subsídio da Prefeitura, já que será bancado com recursos oriundos da venda das passagens de ônibus. Por isso, o Ganha Tempo não precisa ser aprovado nem pela CMTC nem pela Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC).

Sem subsídios

Paulo Garcia também deu a entender que não é intenção de Prefeitura investir em projetos que prevejam subsídios diretos do poder público na tarifa, por serem onerosos aos orçamentos municipais.

“São Paulo investe mais de R$ 1 bilhão para reduzir a passagem, este total é mais que o orçamento de Goiânia. O que precisamos é de realizar políticas públicas em todos os níveis”, diz. O prefeito explica que o Ganha Tempo é um método de subsídio cruzado, já que o usuário mais carente é o maior beneficiado, especialmente aquele da periferia, que gastaria menos para chegar ao trabalho.

Fonte: Jornal O Popular