14 de junho de 2013

Goiânia: Pacote de obras foca infraestrutura


Da parte da Prefeitura, Goiânia terá nos seus 80 anos intervenções que vão repercutir no trânsito, na Saúde e na Educação.

A Prefeitura de Goiânia prepara um pacote de obras para ser entregue no aniversário de 80 anos da cidade, a ser comemorado no dia 24 de outubro. São intervenções no sistema viário, com vistas a melhorar o fluxo de veículos, pavimentação asfáltica de vários bairros, além de investimentos na infraestrutura das áreas da Saúde e Educação.

No que se refere às intervenções viárias, a Prefeitura acelera as obras de construção dos túneis da Avenida Araguaia (em frente ao Parque Mutirama) e o da Avenida 88 com a Marginal Botafogo.

Na Araguaia, o investimento é de R$ 25 milhões, oriundos dos cofres do Tesouro Municipal, cujo trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços públicos.

O viaduto da Marginal também tem recursos próprios, mas com execução de responsabilidade de uma empresa da iniciativa privada. A obra é considerada importante para desafogar o trânsito no local, por onde passam diariamente mais de 40 mil veículos.

A Secretaria de Obras também é responsável pelo asfaltamento da via que liga o Residencial IrisVille à GO-010, saída para Bonfinópolis. A obra vai beneficiar 300 famílias.

As avenidas Independência (margem direita do Córrego Macambira) e Nadra Bufaiçal (margem esquerda), localizadas no Setor Faiçalville, também serão asfaltadas, com o objetivo de diminuir o fluxo de veículos da Avenida Rio Verde.
Eixo Norte-Sul

O Eixo Norte-Sul está previsto para sair do papel no segundo semestre, próximo à data de aniversário de Goiânia. A Prefeitura estima para julho ou agosto o lançamento do edital para a implantação do BRT (sigla em inglês para Bus Rapid Transit – Trânsito Rápido de Ônibus), com início da obra a partir de outubro.

O trajeto, de aproximadamente 21,7 quilômetros, vai das proximidades do Terminal Cruzeiro do Sul, passando pelo Centro da capital até a região norte, no bairro Recanto dos Bosques. O projeto prevê seis terminais de integração e 36 estações de paradas, com operação de 28 ônibus articulados.

Os recursos, da ordem de R$ 284 milhões, virão do PAC da Mobilidade com a contrapartida da Prefeitura. Na semana passada, a Câmara de Vereadores de Goiânia aprovou projeto do Executivo para contratação de operação financeira junto à Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 140 milhões, destinados ao BRT.

Macambira-Anicuns
A emissão de ordens de serviços para a execução das obras do Programa Urbano Ambiental Macambira-Anicuns (Puama) está programada para outubro, no mês de aniversário de Goiânia.

O programa sofreu atraso depois que a empresa vencedora do certame decidiu rescindir o contrato, cujo processo está em sua fase final.

O projeto se estende por uma área de 23,7 quilômetros de extensão, com ações nas áreas de meio ambiente, urbanização, habitação e sistema viário nas regiões norte, noroeste e oeste da capital. Estão previstos inicialmente R$ 210 milhões, recurso oriundo do Banco de Desenvolvimento Interamericano (BID), com a contrapartida da prefeitura.

O projeto prevê a criação de três unidades de conservação ambiental, com cerca de 3 milhões de metros quadrados de área. Também serão projetados 12 equipamentos públicos voltados para as áreas de Saúde e Educação. Serão recuperadas as áreas de preservação permanente de fundos de vales dos córregos Macambira e Anicuns.

A estimativa é de que sejam beneficiadas cerca de 350 mil pessoas, em 131 bairros com obras de infraestrutura urbana e social.

Fonte: Jornal O Hoje