3 de junho de 2013

Corredores exclusivos de ônibus poderão ser usados por outros veículos


Com o propósito de melhorar a mobilidade urbana e as condições viárias, Goiânia apresenta hoje dois corredores exclusivos para ônibus. A medida agrada aqueles que dependem do transporte coletivo, já que diminui o tempo de viagem, contudo, não é vista com bons olhos por outros. Para discutir questões que envolvem a implementação destes e a alternativa de liberação para veículos que dependem do transporte rápido, os vereadores Tayrone Di Martino (PT) e Zander (PSL) promovem audiência pública hoje, às 9 horas, no Auditório Carlos Eurico, na Câmara Municipal de Goiânia. Foi apresentado projeto de lei que assegura a utilização dos corredores exclusivos por outros veículos, como: táxi, transporte escolar, polícia, Guarda Municipal, Bombeiros, coletores de lixo, entre outros.

Para debater o assunto, foram convidados membros da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos de Goiânia (CMTC); Agência Municipal de Trânsito (AMT); Sindicato dos Taxistas de Goiânia; Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio); Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO); entre outros. Para Zander, audiência pública envolve matéria de interesse local e afeta toda a comunidade, em especial categorias e órgãos que poderão, através da proposição legislativa, atingir critérios mais efetivos e eficientes de mobilidade sustentável, acessibilidade, qualidade dos serviços públicos e assemelhados.

Segundo Tayrone, a proposta é discutir se os corredores preferenciais estão realmente dando resultados, além debater alternativas para melhorar a mobilidade urbana em Goiânia. “A liberação dos corredores para veículos que dependem do trânsito rápido pode ser uma forma de melhorar a velocidade de circulação e acessibilidade, além de trazer maior conforto e segurança aos motoristas”. Para isso, defende que esta liberação deve ser algo planejado e minuciosamente discutido.

Fonte: Diário da Manhã