5 de maio de 2013

SSPJ aponta redução da criminalidade em Goiás entre março e abril


Maior queda no número de homicídios foi registrada no Entorno do DF. A capital e Aparecida de Goiânia apresentam 9% menos assassinatos
Eduardo Ferreira
Secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, durante apresentação dos dados à imprensa
Ketllyn Fernandes

Na comparação entre os meses de março e abril últimos a Secretaria de Segurança Pública e Justiça de Goiás (SSPJ-GO) verificou a redução em 23% no total de homicídios no Estado, e de 3% na comparação com abril de 2012 – que caiu de 203 para 197. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (3/5) pelo secretário Joaquim Mesquita, que concedeu coletiva à imprensa na sede da pasta.
O balanço também aponta redução na ocorrência de crimes de homicídio culposo no trânsito, tentativa de homicídio, latrocínio e estupro. Segundo Mesquita, foram registrados 29% menos tentativas de homicídios e menos 30% latrocínios. (Confira tabelas abaixo)

Conhecido pelo alto índice de violência, o Entorno do Distrito Federal foi o que apresentou o maior porcentual de redução de homicídios: com 48% menos ocorrências em abril (44 casos) na comparação com março (85 assassinatos). Joaquim Mesquita afirmou que a tendência também foi verificada em Goiânia e Aparecida de Goiânia, que apresentaram redução de 9% nos casos de homicídio.

Na capital, ocorreram menos cinco assassinatos de um mês para o outro, passando de 55 para 50. As tentativas de assassinato também tiveram queda: passaram de 83 para 51 ocorrências. O número de casos de estupro passou de 13 registrados em março para 7 no mês passado.

Diante de alguns números muito próximos, Joaquim Mesquita afirmou que qualquer redução na quantidade de ocorrências de crimes é relevante. “Porque são vítimas que foram poupadas e vidas que foram preservadas. Esta é a razão principal pela qual neste mês de abril nós estamos indicando uma queda de criminalidade, e por isso estamos felizes e  satisfeitos”, disse.

O secretário também abordou o tema da reunião realizada ontem entre ele, o governador Marconi Perillo e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que dentre outros assuntos tratou da liberação de R$ 169 milhões a serem destinados à segurança pública por meio do PAC do Entorno.

Esta semana, balanço divulgado pela Polícia Militar também apontou redução da criminalidade no Estado. Conforme dados do Comando-Geral da Polícia Militar, a queda da criminalidade se deu entre o período de 25 de março a 24 de abril comparado a 22 de fevereiro a 24 de março.

De acordo com o levantamento, o número de homicídios reduziu 29,4%, de 218 para 154; as tentativas de assassinato caíram 14,4%, de 230 para 197; e o roubo a veículos regrediu 20,4%, de 735 para 585. O número de homicídios também representa uma queda quando comparado com o mês de abril do ano passado, quando 203 casos foram registrados.

Na capital, o número de veículos roubados diminuiu 23%, de 448 para 345; os roubos a pessoas diminuíram 7,9%, de 927 para 854; os roubos a comércios reduziram 5,5%, de 524 para 495; w os furtos a residências reduziram 3,3%, caindo de 643 para 622.

Joaquim Mesquita credita parte do resultado à adoção do Sistema de Controle Operacional, o Sicope, ferramenta que permite acompanhar em tempo real todas as ocorrências registradas em Goiás e o trabalho da Polícia Militar. “Com o Siscope, é possível distribuir melhor a tropa. E o coronel Sílvio Benedito, que assumiu o comando da PM há um mês, tem convocado inclusive policiais do serviço administrativo e que estão em cursos de treinamento para o patrulhamento nas ruas. Em abril, a Rotam também retornou ao patrulhamento 24 horas, inclusive com o dobro de homens”, avaliou.


Fonte: Jornal Opção