26 de maio de 2013

Marconi investe 1,5 bi em rodovias


O governador Mar­coni Perillo disse que o Estado vai investir R$ 1,5 bilhão em quatro anos para a recuperação e restauração de rodovias, através dos programas Recuperar e Rodovida. Os dois programas devem ser colocados em prática no mês de julho e devem receber só este ano cerca de R$ 300 milhões em investimentos.

O governador assinou ordem de serviço para a conclusão das obras do Cen­tro Cultural Oscar Nie­meyer, orçada em R$ 3,68 milhões; para a construção da ponte sobre o Ribeirão João Leite, na GO-222 (Nerópo­lis/Anápolis) e autorizou ainda a doação de quatro mil postes de madeira para a construção e recuperação de pontes em estradas não-pavimentadas.

O presidente da Agetop, Jayme Rincon, ressaltou que, com o crescimento da economia goiana, que vem atraindo cada vez mais empresas para o Estado, o valor inicial de R$ 300 milhões, oriundos do Fundo de Transportes, pode aumentar. “O critério para a definição das primeiras obras foi a situação das rodovias e a importância delas para a economia. Essa reconstrução vai atender 100% das rodovias”, explica Rincon.

Estradas

O programa Reconstruir prevê para este ano a reconstrução de 2.081,4 quilômetros, referentes a 42 trechos rodoviários de 28 rodovias estaduais pavimentadas em todas as regiões de Goiás.

Na segunda etapa do programa, a ser colocada em prática em 2013, serão recuperados 55 trechos de 41 rodovias estaduais, somando dois mil quilômetros. “Nós vamos fiscalizar tudo o que for feito para que sejam obras perenes e que o governo não tenha que gastar de novo com uma obra que deveria durar um determinado tempo”, afirma o governador. Somando as duas etapas, a Agetop reconstruirá cerca de 42% da malha viária pavimentada do Estado.

O programa Rodovida consiste na manutenção das malhas pavimentadas e não-pavimentadas, num total de 20 mil quilômetros. Na prática, serão executados serviços de tapa-buracos, roçagem, limpeza e pintura, reconstrução de taludes de aterro e de corte, obras de canalização de água e de combate a erosões. “Se Deus quiser, até o final do ano, teremos uma realidade bem melhor da que temos hoje em relação às nossas rodovias”, salienta Marconi Perillo.

Fonte: Diário de Aparecida