13 de maio de 2013

Ciclovia: CMTC ainda não tem solução para viaduto



Apesar de as obras da ciclovia da T-63 já terem avançado por um quilômetro da pista, a Prefeitura ainda não tem uma resposta para o que será feito quando chegar no viaduto com a Avenida 85. O projeto ainda está sendo elaborado, paralelamente à realização das obras, e apresenta dois gargalos: além do viaduto, a transposição sobre o Córrego Cascavel, justamente o ponto onde a obra se encontra parada atualmente.

O coordenador de Implantação dos Corredores Preferenciais da Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), Sávio Afonso, diz que será construído sobre o Córrego Cascavel um pontilhão de aço para cobrir o vão existente entre as duas pistas. Entretanto, Afonso admite que não foi definido o que será feito no viaduto. “Temos algumas soluções, mas ainda estamos estudando qual será a melhor. Preferimos não divulgar quais são as opções antes de definirmos o que será feito”, disse.

No dia 10 de abril, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semob) iniciou a preparação do canteiro central da avenida para receber a ciclovia, removendo a terra e abrindo espaço para a instalação da rede elétrica que deve iluminar o local, seguindo o modelo já existente no Corredor Universitário. O prazo para conclusão do Corredor Preferencial da T-63 é de sete meses, ou seja, até novembro deste ano.

Fonte: O Popular