26 de abril de 2013

Secretário Municipal de Obras é contra transferência de velódromo do Rio de Janeiro para Goiânia



Em novembro do ano passado foi divulgado que estava tudo certo e o velódromo construído no Rio de Janeiro para os Jogos Panamericanos de 2007 seria transferido para Goiânia neste primeiro semestre. Agora, o secretário de Obras de Goiânia, Luciano de Castro é contra a transferência.

De acordo com Luciano, apenas 8% da pista do velódromo poderia ser reaproveitada em uma remontagem. Segundo ele, o velódromo carioca está orçado em R$ 23 milhões, mas deste montante somente R$ 3,8 milhões viriam para Goiânia. O governo federal se prontificou a entrar com mais R$ 20 milhões para a construção.

Apesar da oferta do governo federal, Luciano entende que não compensa para Goiânia. “É só fazer a soma, são R$ 20 milhões mais R$ 23 que é o valor que está orçado o velódromo do Rio de Janeiro e teremos um velódromo de R$ 23 milhões. Vão dizer que eu estou roubando,” justifica.

O secretário admite que não tenha capacidade para desenvolver a obra na Capital Goiana. “Eu não tenho condições e me considero incompetente para tocar este projeto,” salientou.

O velódromo do Rio de Janeiro deixará a cidade para que outro seja construído no local. A pista feita para os Jogos Panamericanos não atendem as normas exigidas para as disputas das Olimpíadas.

Fonte: Portal 730