24 de março de 2013

Monumentos ficam no escuro - Hora do Planeta



Cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo desligaram as luzes durante uma hora, na quinta edição de a Hora do Planeta. A ação, coordenada no País pela organização socioambientalista WWF- Brasil, foi realizado pela quinta vez. Em Goiânia, os pontos selecionados para o apagar das luzes foram os monumentos localizados na Praça Latif Sebba, no cruzamento das Avenidas 85 e D, e na Avenida T-6.

A ação, da qual fazem parte entidades, pessoas, empresas, comunidades e governo, foi idealizada com o objetivo de chamar a população de todo o mundo sobre a necessidade de combate ao aquecimento global. O movimento é entendido como uma demonstração de apoio para ações mais rigorosas de combate às mudanças climáticas.

Entre algumas novidades da edição realizada neste ano, houve a busca pelos chineses de estabelecer o recorde mundial de “soprar o maior número de velas, simultaneamente” durante a Hora do Planeta em Xangai.

Na primeira edição da Hora do Planeta, realizada em 2007 na Austrália, cerca de 2 milhões de pessoas desligaram suas luzes. Em 2008, mais de 50 milhões de pessoas de todas as partes do mundo aderiram à ação. Em 2009, quando o WWF-Brasil realizou pela primeira vez a Hora do Planeta no Brasil, quase 1 bilhão de pessoas em todo o mundo apagaram suas luzes. Em 2012, o movimento atingiu mais de 7 mil cidades em 152 países.

No Brasil, 92 cidades participaram da ação ambientalista. Destas, 22 foram capitais, entre as quais Brasília (DF), Natal (RN), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO) e Florianópolis (SC).

Fonte: Jornal O Hoje