20 de março de 2013

Grupo chinês quer investir cerca de US$ 1,5 bilhão em Goiás



Em reunião com o governador do Estado, estrangeiros comentaram querer construir um polo industrial em Bela Vista e uma geradora de energia solar em Uruaçu.

O grupo estrangeiro Grand Will pretende investir US$ 1,5 bilhão em Goiás para a construção de um polo industrial e de uma geradora de energia solar nos municípios de Bela Vista (a 51 km de Goiânia) e Uruaçu (a 280 km da capital). A quantia foi divulgada pelo presidente do grupo, Richard Lu, que se reuniu na manhã desta quarta-feira (20/3) com o governador Marconi Perillo (PSDB).

Como contrapartida, o governo fez compromisso de ajudar com benefícios fiscais para a instalação das empresas. O grupo utiliza materiais biossustentáveis e atua na área de construção civil. Richard comentou que a escolha por Goiás para sediar os empreendimentos se justifica pelos índices de crescimento econômico.

“Sabemos que o Estado de Goiás é o mais forte e que cresceu 3,8% a mais que os outros Estados; então tem uma economia muito boa e representa muitas oportunidades”, disse. O presidentedo grupo falou ainda que o governador se dispôs a colaborar pessoalmente com as negociações para a vinda das empresas e a visitar o grupo em outubro ou novembro deste ano.

Uma visita de representantes do grupo foi feita em Uruaçu, em agosto do ano passado. Na época, o casal Lu Zhi Xing e Xiao Yuling comentaram com o então prefeito da cidade que, caso fossem investir, seguiriam o modelo do projeto de geração de energia solar instalado em Pinheiral, no Rio de Janeiro.

Fonte: Jornal Opção