“O povo de Goiás vai ter orgulho de mim. Tenho certeza”, afirma Carlinhos Cachoeira

00:10 1 Comments A+ a-



Empresário pediu respeito pelo seu momento de luto e tristeza, referindo-se à morte de sua mãe e de um amigo considerado como irmão. Carlos Ramos garantiu que no “momento certo colocará os pingos nos 'is'"

Após nove meses em silêncio sobre o escândalo que leva seu apelido, o empresário Carlos Augusto Ramos, ou simplesmente Carlinhos Cachoeira, falou nesta sexta-feira, 23, à imprensa. Suas declarações, contudo, não se referiram às denúncias de contravenção, exploração de jogos ilegais e corrupção de agentes públicos que o levaram à prisão.

Ao programa Balanço Geral, da TV Record/Goiás – que o seguiu até Anápolis –, ele pediu respeito ao seu momento de luto, referindo-se à morte de sua mãe, Maria José de Almeida Ramos, que faleceu cerca de um mês e meio após sua prisão pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal; e de um amigo considerado como um irmão, que também morreu enquanto ele estava preso. Na ocasião da morte de sua mãe, Cachoeira não obteve liberação para ir ao velório. A entrevista concedida à repórter Mariane Ferreira ocorreu em Anápolis, considerada a cidade natal de Cachoeira, embora sua família seja de origem mineira.

Criticando matéria publicada por um jornal goiano sobre a realização de uma festa em sua casa após sua soltura, na madrugada de terça-feira, 21, Carlos Ramos disse, visivelmente abatido pelos mais de dez quilos a menos e dos demais fatos do escândalo Cachoeira: “(...) Anteontem lá em casa foi de luto. Perdi minha mãe, perdi meu irmão. Tem sido um momento muito difícil pra’ mim. De muito sangue mesmo”.(sic)

Cachoeira garantiu que no “momento certo”, após consultar seus advogados, ele irá falar sobre as denúncias que lhe pesam, entre elas a de liderar uma quadrilha armada para exploração de jogos ilegais por cerca de 17 anos em Goiás e no Distrito Federal, como reafirmado ontem em nova denúncia feita pelo Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO). "Vou colocar os pingos nos 'is'. Eu vou falar, eu vou falar da história toda, tudo, o povo de Goiás vai ter orgulho de mim. Tenho certeza disso, o povo de Goiás vai ter orgulho de mim. Eu perdi 13 quilos, nove meses segregado, preso”, desabafou.

Em seguida ele classificou de “maliciosas” as denúncias do MPF, bem como as reportagens jornalísticas sobre o caso. Apontando para a magreza de seu braço, disse: “Olha aqui, olha isso aqui. Que coisa absurda! Fazendo festa em casa, como saiu no jornal. Isso é desumano. (...) Perdi dois entes queridos. ‘Tô tremendo. Eu não quero mais falar com vocês ‘tá?” (sic)

A jornalista buscou mais declarações, sobre as críticas à cobertura do caso pela imprensa, mas Cachoeira saiu em direção à casa em que estava. Andressa também não quis falar.

Fonte: Jornal Opção (Ketllyn Fernandes)

1 comentários:

Write comentários
Ricardss
AUTHOR
28 de novembro de 2012 15:13 delete

Orgulho de um marginal ? ..... Goias tem é vergonha te ter vc em nosso estado ..... Bandido , Corrupto ,Ladrão , safado ....... Tinha q apodrecer ne prisão !!!! :@ :@

Reply
avatar