Caldas deve ganhar conselho geral para grandes eventos; Caldas Country é motivo de preocupação

16:31 1 Comments A+ a-




O rastro de destruição deixado pelo Festival de Música Sertaneja Caldas Country, em Caldas Novas, ainda é motivo de preocupação. Além dos desmandos que aconteceram como carros queimados, sexo explícito nas ruas e pessoas mortas, situações que ganharam repercussão nacional, o setor comercial de Caldas também ficou prejudicado. A empresa que realiza o festival é de Minas Gerais e de acordo com presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Vanderlei Ferreira, Caldas só perde com esse tipo de evento que denigre a imagem da cidade.

“As lojas todas fechadas, o povo fazendo aquela bagunça exageradamente, não tinha o que fazer, não tinha como parar. Tive em Belo Horizonte e lá foram destaque nos melhores jornais daquela região, as notas daquele pessoal fazendo sexo na rua. E tinha muita gente lá falando que não vem para Caldas Novas nesta data, ou seja, nós tivemos uma imagem totalmente negativa. A cidade na realidade não levou lucro algum em nenhuma das edições. No final de semana normal, as lojas venderam quatro vezes mais do que durante todo o evento, para você ter noção do prejuízo”, explicou o presidente da CDL.

De acordo com Vanderlei, a organização do evento, que é uma empresa de Minas Gerais, mente sobre o número de pessoas participantes e a quantidade de policiais não é suficiente. “O Caldas Country teve lá dentro do evento 100 mil pessoas e é por isso que dá o problema em Caldas Novas. Não querem pagar a estimativa pelo tanto de pessoas que vai, não querem colocar roleta para identificar. Eles mentem fala que vem 50 mil pessoas e leva esse projeto para o comando. Com essa mentira deles vêm 100 mil, mais 50 de fora que não vai para o show e a polícia fica incompetente”, salientou.

Nesta quinta-feira (29), representantes do comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública estiveram na cidade para uma reunião com vários segmentos, como lojistas, maçonaria, clube e até a igreja. A ideia apresentada é criar um Conselho Geral para Grandes Eventos que possa garantir segurança para moradores e turistas de Caldas Novas, como explica o presidente da CDL, Vanderlei Ferreira.

“A ideia seria montar um conselho estadual de grandes eventos, começou a partir por ai. Referente ao que aconteceu com o Caldas Country, o que é para se prevenir contra outros eventos durante o ano inteiro e não só voltado para Caldas Country. Este comando de Goiânia já chegou a conversar com o prefeito que vai empossar agora, Evandro Magal. A preocupação agora é quanto tempo vai demorar a desconstruir essa imagem negativa, então isso deixou bem claro que nós temos que ser muito mais responsáveis com os pontos negativos e trabalhar em cima dos positivos”, finalizou. (Com informações da Repórter Lyra Rúbia)

Fonte: Portal 730

1 comentários:

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
3 de dezembro de 2012 23:36 delete

Já deveria ter sido feito essa ação ae antes que acontecece, todos estes fatos aconteceram fora do evento ou seja INCOMPETÊNCIA DA POLICIA na minha visão.

Reply
avatar