Hermanoteu na Terra de Godah - Melhores do Mundo em Goiânia e Anápilis 2012

21:36 0 Comments A+ a-




Data: 04 de Agosto - Goiânia
         05 de Agosto - Anápolis

Goiânia:

Teatro Rio Vermelho / 4 de agosto
info (62) 40520016

Ingressos:


Valores R$ 70,00 inteira // R$ 35,00 meia entrada
(MEIA ENTRADA para estudantes, professores e assinantes do Jornal O Popular)


Pontos de Venda:

Bobs Drive Thru - 62 3214-1052
Submarino Festas - 62 3282-0009
Quiosque Santé (Shopping Bougainville - 2º piso) - 62 3091-3303

Onlinne: Compre Ingressos

Anápolis:

Espaço Lune / 5 de agosto
info (62) 40520016


Ingressos:


Valores R$ 70,00 inteira // R$ 35,00 meia entrada
(MEIA ENTRADA para estudantes, professores e assinantes do Jornal O Popular)



Pontos de Venda:

Doçuras Thalita (loja AnaShopping) - 62 3943-2914
Café Rancheiro / Cavalo de Raça (Av. São Francisco) - 62 3099-5515

Onlinne: Compre Ingressos

Temporada Aruanã - Rio Araguaia 2012

23:15 0 Comments A+ a-




Data: 07 a 29 de Julho de 2012
Local: Praça Couto Magalhães
Fone: (62) 3376-1513
Site: www.aruana.tur.br
email: aruana.tur@hotmail.com

Temporada do araguaia 2012 em Aruanã - GO , praias lindas, esportes náuticos, e o maior agito de goiás, principalmente o show imperdivel do chiclete com banana, no dia 11 de julho na praça couto magalhães, aberto ao público.
Teremos durante o mês de julho de 2012, 30 dias de agito, com todos os shows abertos ao público na praça principal:

Dia 07/07/12
Show Rapazolla

Dia 11/07/12
Show Chiclete com Banana

Dia 13/07/12
Show Israel & Rodolffo

Dia 14/07/12
Show Canana com Cevada

Dia 20/07/12
Show Marcus d'lucca

Dia 21/07/12
Show Péricles (exaltasamba)

Dia 27/07/12
Show George Henrique & Rodrigo

Dia 28/07/12
Show Mr. Gyn

Dia 29/07/12
Show Zé ricardo & Thiago

Ingressos:

Entrada Franca

Todos os dias, sonorização automotiva na praça couto magalhães com o dj fábio.

Aruanã vai ferver !!!

Venha curtir a melhor temporada do rio araguaia em aruanã - goiás.
Praias de areias brancas, pesca esportiva, esportes náuticos, shows e eventos.
Mega shows abertos ao público na praça couto magalhães, entre as atrações estão chiclete com banana, rapazolla, péricles exaltasamba, israel e rodolfo, george henrique e rodrigo, zé ricardo e thiago, mr gyn, banana com cevada, marcus d'lucca, e mais shows a serem confirmados em breve.

Under Metal Fest 2012 (UMF12) Goiânia (CANCELADO)

23:03 1 Comments A+ a-




Data: 22, 23 e 24 de Novembro de 2012
Local: Sol Music Hall - Goiânia

Serão três dias de muito HEAVY METAL na capital goiana, com atrações que deixarão os headbangers em êxtase.

Atrações:

- Black Label Society
- Krozus
- Banda Hangar
- Hibria
- Lock-Up

 Palestras, oficinas e workshops

 Bandas Selecionadas:

 22 de Novembro
 Aurora Rulez (GO)

 23 de Novembro
Behavior  (BA)
Red Front (SP) 
True (DF) 

 24 de Novembro 
Autopse (AL) 
Deadly Curse (GO) 
Revengin (RJ) 
Red Old Snake (DF)

Ingressos:

Passaporte *para os 3 dias – meia-entrada**
R$ 200,00 – 1º lote – promocional, limitado
R$ 250,00 – 2º lote – limitado
R$ 300,00 – 3º lote

Individual – por dia – meia-entrada**
R$ 90,00 – 1º lote – promocional, limitado
R$ 130,00 – 2º lote – limitado
R$ 160,00 – 3º lote

* Os primeiros passaportes vendidos ganham um KIT EXCLUSIVO do festival que contém: ingressos para os três dias do festival, uma sacola personalizada, camiseta, caneca com alça, boton e adesivo do UMFEST 2012. Os KITS são limitados.
**Valores referentes a meia-entrada, com carteirinha de estudante ou 1kg de alimento não perecível por dia.

Ponto de venda:

– Goiânia
Musical Roriz – (62) 3095-2737
American Music (Buena Vista e Bougainville) – (62) 3092-6057
Hocus Pocus – (62) 3092-1927
Vai Tomá Kuka Bar – (62) 3942-7221
Ambiente Skate Shop – (62) 3251-1116

- Brasilia
Datas do início das vendas e postos de vendas de Brasília serão divulgados em breve!

- On-Line
Tic Plus – www.ticplus.com.br

--------------------------------------------------------------------------------


Nota de Esclarecimento:

É com muita tristeza que a Under Metal Produções anuncia o cancelamento do UNDER METAL FEST 2012 que seria realizado entre os dias 22 e 24 de novembro no Sol Music Hall, em Goiânia.

A decisão foi tomada devido a baixa venda de ingressos e passaportes do festival, que atingiu apenas 20% do esperado para o primeiro lote. Além disso, não conseguimos patrocínios e apoios de grandes empresas.

Tudo o que foi gasto até o momento no UMF 2012 em Goiânia saiu dos bolsos dos organizadores e era impossível bancar as altas contas da produção sem esse apoio financeiro que citamos acima, além das vendas de ingressos.

Esforço não faltou. Corremos atrás, lutamos, fizemos até o impossível para dar certo. Mas, infelizmente, não deu. Para evitar maiores prejuízos e transtornos para o público e para as bandas participantes do evento tivemos que cancelar o UMF 2012 em Goiânia.

Pedimos sinceras desculpas ao público, às bandas e aos nossos apoiadores que acreditaram e contribuíram para este que seria o maior festival de heavy metal do centro-oeste.

Agradecemos aqueles que, mesmo não sabendo quais seriam todas as atrações do festival, compraram ingressos. Aproveitamos para esclarecer que todos os ingressos e passaportes serão reembolsados. Para isso, é necessário ir até o posto de venda com o ingresso ou passaporte em mãos, a partir do dia 24 de agosto, quinta-feira, onde foi efetuada a compra e fazer o estorno da mesma. Para os que compraram pela internet, entre em contato com a TicPlus e efetue o cancelamento da compra.

A equipe do Under Metal Produções ainda irá trabalhar para ajudar as bandas que participariam do evento. Estamos comprometidos a fazer o que tiver ao nosso alcance para minimizar os efeitos desse cancelamento sobre elas.

Também vamos fazer o possível para não deixar o público na mão. No momento, estamos buscando parcerias para fechar, ao menos, o show do Vader, Krisiun e Korzus em Goiânia.

Além disso, o cancelamento do UNDER METAL FEST 2012 em Goiânia NÃO influenciará em NADA na realização do festival em Gravataí – RS. A edição no Rio Grande do Sul segue com sucesso e a expectativa é de casa cheia com shows de grandes bandas nacionais e internacionais.

Ressaltamos ainda que as empresas e profissionais apoiadores do UMF 2012 em Goiânia não tem nenhuma responsabilidade sobre a produção e execução do evento e, portanto, sobre seu cancelamento.

Admitimos também nossa responsabilidade pelo cancelamento do evento, mas acima de tudo, assumimos aqui a postura que sempre foi a base do Under Metal: a transparência e respeito ao público e às bandas.

Equipe Under Metal Produções

Universo Casuo Goiânia

22:49 4 Comments A+ a-




Data: 09/08/2012

Goiania chegou a sua vez.
Uma mega estrutura será erguida no estacionamento do shopping **Flamboyant**
Musica- Performance- Humor- Humor e muita tecnologia.


O palhaço mais conhecido no mundo apresenta o show Universo Casuo (UC),espetáculo que reúne uma combinação emocionante de artes acrobáticas, dança, humor, contorcionismo, poesia, design extravagante e uma trilha musical criada por Charlie Dennard, compositor e musico do famoso Cirque du Soleil.

O Show conta com os melhores artistas, tecnicos, musicos, produtores, cenografos.
Quem assina os figurino de Casuo é o renomado estilista e carnavalesco Chico Espinosa.
Circo Universo Casuo venha se emocionar com o nosso Universo

Ingressos:

Arquibancada: R$ 50,00 (Unisex)

Ponto de Vendas:

ticplus.com

Governos fecham acordo para tirar do papel trem que irá ligar DF ao GO

22:39 0 Comments A+ a-




Em uma cerimônia cheia de boas intenções, representantes da União e dos governos do Distrito Federal e de Goiás ressuscitaram na manhã dessa quinta-feira (28/06) o projeto da construção de uma malha ferroviária no eixo Brasília-Anápolis-Goiânia. O trem de média velocidade, que em anos anteriores chegou a ser batizado de Expresso Pequi, transportaria cargas e passageiros pelo percurso de 209km em cerca de uma hora, metade do tempo médio percorrido atualmente de carro pela duplicada BR-060. A obra está orçada em R$ 700 milhões e, após ser iniciada, poderá ser concluída em quatro anos.

Os dirigentes dos principais órgãos de transportes do país assinaram um protocolo de intenções para elaboração de estudos de viabilidade da linha férrea. A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), reativada há um ano, assumiu o desafio de, dessa vez, não deixar a ideia morrer. “Trata-se de um projeto de Estado, não de governo. O trem vai sair: quem viver verá”, disse um entusiasmado titular da Sudeco, Marcelo Dourado.

Quem defende o trem encara os trilhos como indutores do desenvolvimento na região, habitada por cerca de 6,3 milhões de pessoas. “O mundo inteiro apostou nos trilhos, nós estamos atrasados”, afirmou Dourado. Ao citar pensadores e usar referências bíblicas, o responsável pela sobrevivência do projeto demonstrou saber das dificuldades a serem enfrentadas. “Vai ser preciso fôlego de maratonista.”

Fonte: Correio Braziliense

Expresso Pequi ficará pronto em 4 anos

12:36 0 Comments A+ a-



Mais de 50 anos. Este foi o tempo que durou para a capital do Brasil resolver investir em ferrovias e deixar a indústria automobilística em segundo plano. Após a assinatura do projeto para o trem de Brasília-Luziânia, as cidades Goiânia e Anápolis também terão transporte mais rápido, confortável e seguro até a capital federal.

A cerimônia para o novo trem aconteceu no auditório da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e contou com a participação do vice-governador do DF, Tadeu Filippelli, do governador de Goiás, Marconi Perillo, do ministro interino de Integração Nacional, Alexandre Navarro Garcia, do representante do Ministério de Transportes, Juliano Molinero, do diretor da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Marcelo Dourado, do diretor-geral da ANTT, Ivo Lima, do representante do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Trasnportes (Dnit), Mário Dirani, senadores e deputados.

Marcelo Dourado, da Sudeco, afirmou que o projeto é uma prioridade do Estado e não dos governos. “Precisamos de trem para recuperar mais de 100 anos de atraso. Atualmente, existem sete milhões de pessoas vivendo neste eixo, e a expectativa para 2025 é que este número chegue a 20 milhões. O Produto Interno Bruto (PIB) da nossa região será o segundo mais importante do País”, acrescentou.

Fonte: Jornal Coletivo

OAB avalia transporte público na capital

12:33 1 Comments A+ a-



Visita a terminais e breve passeio de ônibus fizeram com que presidente do grupo constatasse estado precário do serviço oferecido .

Um breve passeio de ônibus e uma caminhada por dois terminais da Capital foram suficientes para que o presidente da Comissão de Direitos Humanos da seção goiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), Alexandre Prudente, constatasse aquilo que todo cidadão goianiense conhece, na prática cotidiana, há muitos anos: superlotação, precárias condições físicas e total descaso e desrespeito com o usuário do transporte público em Goiânia e na região metropolitana.


A visita feita ao Terminal da Praça da Bíblia na tarde de ontem inaugurou as inspeções que serão realizadas pela seccional e resultarão em um relatório que será enviado aos órgãos de controle do Estado, como o Ministério Público, com o mapeamento e um posicionamento da entidade a respeito da situação registrada na prestação de serviço dos órgãos responsáveis pelo transporte público na cidade.

“É como se no transporte coletivo todas as regras pudessem ser quebradas. As pessoas estão amontoadas sem segurança alguma”, relata Alexandre Prudente de dentro de um ônibus da Metrobus, no Eixo Anhanguera, no qual o presidente embarcou com alguns membros da comissão para avaliar presencialmente como é o transporte em horário de pico.
Por coincidência, ou não, o ônibus que estacionou na plataforma para a viagem dos advogados foi um extra, que iniciou a viagem ali mesmo e, embora os relógios marcassem 18 horas, não estava tão lotado como de costume. A informação de que se tratava de um carro sobressalente foi repassada pelos próprios funcionários do terminal.

Reclamações
“O transporte público está uma vergonha. Está péssimo. Tem de melhorar tudo”, é o que reclama a técnica em Enfermagem Ana Paula Souza Ferreira, 30, que aguardava um carro da linha 612 ao dizer que os ônibus estão velhos, não cumprem horário e estão sempre superlotados. Alexandre Prudente concordou: “Não existem bancos para a espera dos usuários. Não há controladores de fila. O terminal lotou em apenas 15 minutos”.

O presidente explica que o procedimento interno para reunir a amostragem que resultará no relatório foi iniciado após inúmeras reclamações feitas pela população à Ordem. De acordo com ele, o trabalho de diligências será finalizado até setembro, e não será necessário visitar todos os terminais para se inteirar da situação do conjunto.

Fonte: Jornal O Hoje

29° Expoagro Uruaçu 2012

12:41 0 Comments A+ a-





Data: 29 de Junho à 04 de Julho de 2012

- Shows:

29/06 - Chico Rey & Paraná
30/06 - Matogrosso & Mathias
01/07 - Guilherme & Santiago
02/07 - Jorge e Mateus
03/07 - Israel Novaes
04/07 - Humberto e Ronaldo

Breve mais informações

Eixo T-7 vai ser próximo corredor

12:06 1 Comments A+ a-



Após inaugurar eixo na Avenida Universitária, Prefeitura anuncia mais uma obra em favor do transporte coletivo de Goiânia.

Uma caminhada simbólica na noite de ontem marcou a inauguração do corredor preferencial para o transporte coletivo que liga a Praça Cívica ao Terminal da Praça da Bíblia, em Goiânia. O Eixo Universitário possui 2,5 km de extensão e seria o primeiro de 14 corredores que serão implementados na cidade, de acordo com o prefeito Paulo Garcia (PT). A ciclovia que percorre o canteiro central da Avenida Universitária também mereceu destaque, pois se trata de uma reivindicação antiga da população.

Uma bênção católica antecedeu o descerramento da placa, que marcou o início da caminhada. Acompanhado de vereadores, deputados aliados e representantes do movimento de ciclistas da capital, Paulo Garcia percorreu um pequeno trecho da ciclovia, rodeado de assessores. Ao final, um palanque inesperado por ele e por sua assessoria estava montado, o obrigando a subir e discursar de improviso aos presentes. Reitores das universidades Federal e Católica, parceiros na construção da ciclovia, também estiveram presentes na inauguração.

“Inauguramos hoje a primeira ciclovia definitiva de Goiânia, além de uma obra que contempla desde o elo mais fraco da cadeia, que são os pedestres, até o mais representativo, por meio do corredor preferencial destinado ao transporte público”, pontuou o prefeito. Perguntado sobre o motivo de inaugurar a obra mesmo que ainda houvesse alguns trechos inacabados, ele respondeu que não deixaria de falar de “uma obra tão bonita” por causa disso.

Durante toda a tarde de ontem, funcionários da Prefeitura trabalharam diante de todo o eixo universitário para realizar os últimos detalhes da obra. Canteiros e, principalmente, partes da Praça Universitária foram finalizados às pressas no período. Os abrigos dos pontos de ônibus ainda estavam em falta.

Bandeiras

Durante seu pronunciamento, Paulo Garcia anunciou que o próximo trecho a receber um corredor preferencial será o que liga o Terminal das Bandeiras, no Jardim Europa, até o Terminal da Praça da Bíblia, no Setor Universitário, se interligando ao corredor inaugurado ontem por meio do Eixo T-7. “Esta obra será iniciada imediatamente após o término do Eixo Universitário”, declarou. Com o eixo, a região sudoeste de Goiânia ficará interligada com a central, passando pelo Setor Oeste.

Ao longo da Avenida Universitária foi implantado um novo sistema de fiscalização eletrônica que pretende limitar a velocidade em todas as faixas e também forçar a obediência à sinalização semafórica, já que houve a implantação de três semáforos. Câmeras na via e imediações irão auxiliar no monitoramento em tempo real. Como noticiado ontem, os veículos que permanecerem por mais de uma quadra na faixa preferencial para os ônibus serão multados em 67 reais. As autuações devem iniciar 30 dias após a implementação total do corredor.

Obras

Além do corredor da Avenida T-7, estão previstas as construções de outros corredores nas Avenidas 85 e Independência, além de outros que procedem das regiões do Centro expandido, noroeste, leste, sul e sudoeste.

De acordo com dados da Prefeitura, a média de fluxo ao longo da Avenida Universitária é de 50 mil pessoas diariamente. As três faixas do corredor somam nove metros de largura, sendo 3,2 da faixa preferencial e 2,6 para as vias de tráfego normal. A ciclovia possui uma largura de 2,6 metros.

Ao todo, nove linhas de ônibus trafegam em todo o trecho do corredor: 019, 027, 164, 167, 257, 400, 401, 905 e 917; outras quatro cortam a avenida: 900, 302, 901 e 302; mais 12 circulam apenas por parte dela: 266, 913, 914, 020, 021, 028, 170, 906, 907, 908, 909 e 180.

Fonte: Jornal O Hoje
Foto: Edilson Pelikano

Tempo seco piora ar em até 80%

11:59 0 Comments A+ a-




Medidores da Semarh registram, em média, 50 microgramas de partículas em suspensão, mas, nesta época, índice chega a 90.

De acordo com padrões de qualidade estabelecidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), a qualidade do ar na capital é considerada relativamente boa. Pelo parâmetro que mede as partículas totais em suspensão, utilizado pelos dois amostradores instalados pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) – um na Praça Cívica e outro na Praça do Trabalhador –, a média diária de partículas em suspensão no ar por metro cúbico é de 50 microgramas. A média aritmética anual recomendada não deve ultrapassar 60 microgramas. No entanto, desde o início do período seco, as leituras dos aparelhos têm aumentando. Na última o medidor da Praça do Trabalhador registrou 91 – alta de 80% na comparação com a média – e o da Praça Cívica, 72 microgramas.

Os aparelhos medem os padrões de qualidade do ar as concentrações de poluentes atmosféricos que, quando ultrapassadas, podem afetar a saúde, a segurança e o bem-estar da população, além de ocasionar danos ao meio ambiente em geral. Segundo o gerente de monitoramento ambiental da Semarh, Armando Melo e Santos, mesmo com o aumento, os números ainda não fizeram ultrapassar o limite máximo que é de 150 microgramas em mais de um dia no ano. “Se esses números forem superados é grande o risco de dano a saúde.” Ele explica que a média anual só poderá ser fechada em setembro, quando completa um ano do início do monitoramento.

Armando lembra que qualquer tipo de partícula sólida ou líquido em suspensão – como fuligem de veículo, poeira levantada pelo vento, ou fumaça de indústrias – pode alterar a medição dos aparelhos. Ele ressalta que, por isso, os dois estão localizados na região central da cidade que é a mais crítica principalmente por ter maior concentração de veículos. “Já estamos negociando para instalar mais um aparelho na cidade de Goiânia, mas ainda estudamos o local.”

O gerente de monitoramento afirma que essa medição é um trabalho pioneiro no Estado e deve servir para definições de políticas públicas. “Queremos estabelecer se a qualidade do ar em Goiânia é preocupante para a saúde ou não. Desse estudo vão sair medidas que visem à melhoria da qualidade do ar.” Ele cita um projeto, já em fase de licitação, que quer controlar poluição veicular na cidade. “Os veículos passariam a ser inspecionados regularmente e teriam como se fosse espécie de licença de circulação. Aqueles com emissão acima do valor permitido seriam tirados de circulação”, explica.

Fonte: Jornal o Hoje

Projeto de ferrovia que ligará o DF a Goiânia volta a ser estudado

23:26 0 Comments A+ a-




Dois trens pretendem dar novo rumo à capital do país. Ideias antigas de ligar Brasília a Luziânia e a Goiânia por meio de linhas férreas voltaram a ser discutidas e esta semana poderão ter avanços importantes. Reativada em maio do ano passado, a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) lidera as negociações para desengavetar os projetos, que têm como pano de fundo a industrialização do Entorno, considerada a saída para diversificar a economia local.

Na próxima quinta-feira, será assinado protocolo de intenções para elaborar estudos de viabilidade da ligação entre Brasília e Goiânia. O trem de média velocidade transportaria cargas e passageiros. Pararia em Anápolis e, provavelmente, em Alexânia, onde a partir de julho haverá um outlet em funcionamento. O trajeto completo, cerca de 200km, duraria algo em torno de uma hora, metade do tempo gasto atualmente de carro.

O eixo da BR-060 abriga cerca de 7 milhões de pessoas, número que deve saltar para 20 milhões em 20 anos, segundo projeções demográficas. O trecho em questão da rodovia responde por um Produto Interno Bruto (PIB) estimado em R$ 230 bilhões. O projeto do trem, orçado inicialmente em R$ 600 milhões, seria tocado por meio de parceria público-privada (PPP). Grandes empreiteiras nacionais já demonstraram interesse pela obra.

Sudeco assinará acordo para implantação do trem Brasília-Anápolis-Goiânia

Com o objetivo de definir as regras para os estudos iniciais e a modelagem para concessão e operação da linha de trem Brasília-Anápolis-Goiânia, será assinado no próximo dia 28 de junho, às 10h, no auditório da ANTT, o Acordo de Cooperação Técnica para a implantação da mesma.

"Estudos do IBGE e IPEA apontam que até 2027 essa região terá 20 milhões de habitantes e será a segunda conurbação do país e a região brasileira com um dos maiores PIB per capita, daí a importância do trem para transporte de cargas e passageiros", afirma Marcelo Dourado, diretor-superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste(Sudeco), órgão vinculado ao Ministério da Integração Nacional, que coordena o processo de implantação da Ferrovia. "O trem a ser implantado será de velocidade média, ou seja, até 150 Km/h", completa Dourado.

Estarão presentes e serão cossignatários do Acordo de Cooperação Técnica para a implantação da linha de trem Brasília/Anápolis/Goiânia: o Ministro de Estado dos Transportes, Paulo Sérgio Passos; o Ministro de Estado da Integração Nacional, Fernando Bezerra de Souza Coelho; o Diretor Geral em Exercício da Agência Nacional de Transportes Terrestres ? ANTT, Ivo Borges de Lima; o Diretor-Presidente da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A ? VALEC, José Eduardo Sabóia Castello Branco; o Diretor-Superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste ? Sudeco, Marcelo Contreiras de Almeida Dourado, e os Governadores do Distrito Federal, Agnelo dos Santos Queiroz Filho e do Estado de Goiás, Marconi Ferreira Perillo Júnior têm o prazer de convidar para a solenidade de assinatura do Acordo.

Serviço:

Data: 28 de junho de 2012
Hora: 10 horas da manhã
Local: Auditório da ANTT, no endereço SCEC lote 10 trecho 03, Projeto Orla, Brasília-DF.

Fonte: Correio Braziliense

Goiânia traz Ineditismo das calçadas Sustentáveis

22:20 3 Comments A+ a-



Até final deste mês, cidadãos passam a contar com 2,5 quilômetros de calçadas que oferecem acessibilidade plena

Até o final de junho, o goianiense terá ao seu dispor 2,5 km de calçadas que oferecem acessibilidade plena. A proposta faz parte do Corredor Preferencial de Ônibus – Eixo Universitário, em construção desde novembro do ano passado, e é inédita no Brasil.

Quem passa pela Avenida Universitária, entre a Praça Cívica e a Praça Universitária, e utiliza o novo calçamento percebe as vantagens do novo modelo. A calçada sustentável, assim batizada pelo idealizador do projeto o engenheiro Civil, Augusto Cardoso Fernandes, oferece ao pedestre, ao cadeirante e também ao deficiente visual maior conforto, mais informações visuais e táteis e segurança no caminhar por eliminar obstáculos, desníveis acentuados, degraus e elementos urbanos que atrapalham a passagem.

Além disso, na discussão sobre cidade e sustentabilidade, esta calçada chega com a proposta de melhorar também a drenagem da água de chuvas protegendo o lençol freático e, com uma vazão melhor da água, eliminar alagamentos de ruas. Este efeito esponja está no  piso drenante, e também antiderrapante. Ao jogar um copo de água nesta superfície fica fácil perceber a absorção do líquido que lançado numa calçada comum não encontra vazão.

Ao longo do corredor Universitário estão mais de 50 rampas de acesso que têm no mínimo 1,20 metros de largura por 1,80 m de profundidade que deverão garantir no mínimo 2,16 metros quadrados de área permeável por rampa. Segundo Augusto, a cada 10 minutos de chuva estas rampas terão capacidade de sugar de 150 a 200 litros de água. "Há esquinas que nós teremos de quatro a oito rampas por causa das travessias nos cruzamentos e sinaleiros. Estas rampas além de garantir mais acessibilidade, melhorar a mobilidade e trás atenção a questões ambientais com a proteção do lençol freático e colaboram para a redução dos alagamentos", explica a arquiteta e assessora de Planejamento da CMTC, explica o engenheiro.

O conceito desta calçada baseia-se também em implantar três faixas longitudinais. A primeira, que é denominada de faixa livre, tem dois metros de largura e trabalha a acessibilidade plena por ter um piso uniforme e sem obstáculos físicos. Além disso, nesta faixa serão instaladas linhas guia nas laterais que orientarão o deficiente visual. O engenheiro Augusto explica ainda que o padrão de sustentabilidade e acessibilidade segue nas outras duas faixas. A segunda acompanhará o meio-fio e foi denominada de faixa serviço. Nela ficam os mobiliários urbanos como placas de sinalização, posteamento, lixeiras, arborização, entre outros. A terceira faixa fica rente ao muro de comércios e das residências e poderá abrigar floreiras e paisagismo em geral desde que o proprietário siga o modelo de acessibilidade.

Fonte: Prefeitura de Goiânia
Foto: Humberto Silva

Motorista em corredor de ônibus será multado

22:15 1 Comments A+ a-




A Companhia Metropolitana de Transportes Públicos (CMTC) e a Agência Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (AMT) anunciaram modificações no trânsito do Corredor Universitário – da Praça Cívica ao Terminal de Integração Praça da Bíblia – que valem a partir de hoje. Com vistas à organização do alto tráfego de veículos e pedestres na região, a Prefeitura de Goiânia criou o corredor exclusivo para circulação de ônibus ao longo dos 2,5 quilômetros do Eixo Universitário.

Câmeras e sensores foram instalados pela AMT ao longo do trajeto para monitorar o uso da faixa preferencial no corredor dedicado ao transporte coletivo. A única circunstância em que os demais veículos poderão acessar a pista exclusiva é para conversão à direita imediatamente seguinte ou parada em garagem. Se o motorista se mantiver no corredor universitário por mais de uma quadra, será multado em 67 reais.

A fiscalização eletrônica terá caráter educativo pelo prazo de 30 dias para só depois entrar em vigor. A proposta é a de que os motoristas adiram à nova lógica de trânsito no Eixo Universitário para que outros 13 corredores sejam submetidos à mesma regra. Cento e dois quilômetros de vias arteriais da capital estão sendo tratadas para receber corredores exclusivos ao transporte coletivo.

A arquiteta e urbanista da CMTC, Ednei Bernardes, apresentou a cartilha ilustrada
distribuída à população: o Guia da Mobilidade Legal. O guia presta esclarecimentos a pedestres, ciclistas e motoristas em geral e de ônibus. “A mobilidade urbana é prevista no Estatuto das Cidades. Cada município tem a responsabilidade de facilitar o deslocamento de pessoas no espaço urbano”, alerta Ednei, que prevê redução entre 40% e 50% no tempo das viagens dos transportes coletivos que fazem a linha do Eixo Universitário.

Estacionamento

Outra mudança de hábito do condutor diz respeito a estacionar na Praça Universitária. A permissão em estudo deverá impedir que, mesmo nos anéis internos da praça, o lado esquerdo seja ocupado como vaga. A reportagem encontrou a estudante de Nutrição Valéria Martins estacionando do lado esquerdo da pista de um dois anéis internos da Praça Universitária. Avisada do futuro impedimento para aquele tipo de parada, ela reprovou a mudança. “Não tem estacionamento para todo mundo. Se eles dificultarem, a gente não vai ter lugar. O estacionamento da faculdade não comporta todo mundo.”

Acerca da prioridade dada aos ônibus no novo modelo de trânsito do Eixo Universitário, a estudante de Nutrição contesta: “Nem os ônibus comportam todo mundo”.

Posição diferente têm as estudantes de Ciências da Computação Nathália Guimarães e Larissa Martins. Ambas usuárias do transporte coletivo, elas esperam que as mudanças signifiquem melhora no ir e vir de todos os dias, no trajeto de casa à faculdade. “Os ônibus são sempre lotados, tem vez que eles nem param e atrasam”, conta Nathália. “Quase todo dia a gente se atrasa por causa dos ônibus”, completa Larissa.

Obras

Cerca de 400 funcionários das áreas de obras, remoção de entulhos, parques e jardins e iluminação trabalham em rodízio para a conclusão das obras da Praça Universitária até a inauguração do Eixo Universitário, na noite desta quarta-feira. Na ocasião, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, deve anunciar qual e quando será o próximo lançamento de corredor exclusivo. Em seguida, às 20h30, a Orquestra Sinfônica de Goiânia faz apresentação.

Fonte: O Hoje
Foto: Humberto Silva

Prefeitura investe R$ 10 Milhões nas Obras do corredor Universitário

22:13 0 Comments A+ a-



Via preferencial que tem início na Rua 10, passa pela Praça Universitária, Avenida Universitária, Rua 261 e Rua 256

A obra de construção do corredor Universitário, que será entregue nesta quarta-feira, às 19 horas, pelo prefeito Paulo Garcia, está estimada em R$ 3 milhões, recurso do município já aprovado pelo Conselho Municipal de Políticas Urbanas (Compur) e que será repassado pelo Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU). O investimento garantiu a construção de via preferencial, que tem início na Rua 10, passa pela Praça Universitária, Avenida Universitária, Rua 261 e Rua 256.

No total, foram aplicados mais de R$ 10 milhões. A construção do corredor envolveu também obras a cargo da Agência Municipal de Obras (Amob), Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) e Agência Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (AMT).

Com o corredor em funcionamento, a Prefeitura de Goiânia espera promover as seguintes soluções: eliminar os estacionamentos; reduzir de pontos de conflito; instalar nova sinalização viária, adequar os semáforos, melhorar os pontos de embarque e desembarque; melhorar o pavimento das pistas de rolagem e, por fim, implantar um sistema eletrônico de fiscalização que funcionará em tempo real.

A obra foi executada de forma conjunta por pastas da administração municipal, sob a coordenação da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). O projeto envolveu ainda Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Urbano (Seturde), Secretaria de Planejamento (Seplam), Secretaria de Comunicação (Secom), Secretaria de Compras e Licitação (Secol), Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) e Guarda Municipal (GM).

Fonte: Prefeitura de Goiânia
Foto: Humberto Silva

Diretor geral da RMTC diz que Corredor Universitário é uma das obras mais importantes nos últimos tempos

22:10 0 Comments A+ a-




Nesta quarta-feira, às 19h, será realizada a entrega de parte das obras do Corredor Universitário. O Corredor Universitário compreende uma distância de 2,5km que ligam a Praça Cívica à Praça da Bíblia. O projeto do corredor Bus Rapid Service (BRS) tem como principais objetivos a redução no tempo de viagem dos passageiros; aumento da velocidade operacional dos veículos do transporte coletivo; melhoraria da regularidade da operação; melhoria da oferta de viagens; consolidação da hierarquia das vias e melhora da identidade do eixo de transporte coletivo.

O projeto do corredor atende a todos os modais, já que confere melhorias para quem anda a pé, para quem se locomove de ônibus, para ciclistas e para as pessoas dos veículos individuais.Passam pelo corredor 20 linhas convencionais (019, 020, 021, 027, 028, 164, 167, 170, 180, 257, 266, 283, 302, 580, 582, 615 e 739) e 10 linhas do CityBus (900, 901, 905, 906, 907, 908, 909, 914 e 917).

Para o diretor geral do Consórcio Rmtc, Leomar Avelino, o Corredor Universitário é uma das obras mais importantes nos últimos tempos para a Região Metropolitana de Goiânia, pois naquele local passam diariamente pessoas de diversas cidades do estado de Goiás e não só da capital. “O Corredor Universitário é um novo tipo de fazer obra pública, pois ele vai além de um corredor preferencial de ônibus, ele representa a integração entre diversos modais de transporte: a pé, bicicleta, veículo e ônibus. Ele é um exemplo de urbanismo, paisagismo e de acessibilidade. Alguém pode até critica-lo, mas importante é que o Prefeito teve a coragem e persistência em fazê-lo. Agora temos um corredor piloto, um excelente referencial prático. O cenário é otimista, pois acreditamos que em breve teremos outros BRS / Corredores sendo implantados na grande Goiânia ” enfatiza Leomar Avelino.

Infraestrutura

As alterações realizadas nas estruturas viárias da Rua 10, Avenida Universitária e Rua compreendem as duas pistas, separadas por ilha com ciclovia e quiosques comerciais. Cada uma das pistas tem duas faixas destinadas ao tráfego geral e uma preferencial para veículos do transporte coletivo. Todas as faixas receberam repavimentação e sinalização.

Para facilitar o acesso de portadores de necessidades especiais as novas calçadas receberam guias rebaixadas. Foram construídos novos pontos de embarque e desembarque, com tabela de frequência, itinerários das linhas, mapa do corredor e identificação dos pontos. A faixa próxima aos pontos de embarque e desembarque teve o asfalto substituído por pavimento de concreto. Alguns semáforos tiveram fases eliminadas e todos receberam uma reprogramação, para culminar na otimização semafórica. Retornos e canteiros foram fechados para que uma maior fluidez dos veículos seja realizada.

Fiscalização eletrônica

A faixa exclusiva para transporte coletivo contempla um sistema de fiscalização por meio da captação de imagens e processamento de informações, que permitirão o monitoramento de veículos que trafegam pelo corredor. Veículos de transporte individual podem utilizar a faixa destinada para veículos do transporte coletivo apenas para realizarem conversões à direita.

Velocidade

Antes da implantação do corredor, os veículos de transporte individual alcançavam a média de 8,6 km/h enquanto os veículos de transporte coletivo seguiam com 12,3 km/h. Com o corredor funcionando com plena capacidade, espera-se uma melhora que gira em torno de 64% para o tráfego em geral e no mínimo 30% para o transporte coletivo. Esta melhora visa comprovar os benefícios da implantação do Corredor Universitário no aspecto do tráfego, redução no atraso de ônibus e veículos particulares. Essas ações culminam no aumento da velocidade e promoção do aumento da fluidez dos veículos para usuários deste corredor.

Novos corredores

A prefeitura de Goiânia pretende implantar 102 quilômetros de Corredores preferencias para as pessoas que viajam de ônibus. O Futuro é otimista.

Fonte: RMTC Goiânia
Foto: Humberto Silva

Eixo Universitário marca início de uma série de 14 corredores preferenciais que serão implantados na Capital

22:08 0 Comments A+ a-




O Eixo Universitário possui 2,5 km de extensão - da Praça Cívica até o Terminal de Integração Praça da Bíblia - e fará ligação com outros corredores futuros como o Corredor Goiás (BRT NS), Corredor 85 e Corredor T-7, na Praça Cívica; e, com o Corredor Independência no Terminal Praça da Bíblia. O corredor conta com 12 linhas que procedem das regiões do Centro expandido, Noroeste, Leste, Sul e Sudoeste; transporta cerca de 50 mil passageiros/dia, sendo que nos trechos mais carregados da via passam até 59 ônibus/h.

Dos 102 km de corredores preferenciais a serem implantados pela Prefeitura de Goiânia, o Eixo Universitário é o primeiro, e por isso, é denominado Corredor Piloto. As intervenções a serem implementadas envolvem parâmetros urbanísticos e tecnológicos.

PARÂMETROS URBANÍSTICOS:

Acessibilidade Universal – Aplicar a normatização pertinente garantindo nas intervenções físicas os elementos de acessibilidade universal em todo o trecho;

Requalificação dos passeios públicos – Reformar os passeios públicos considerando a deterioração dos pavimentos, bem como a adequação à acessibilidade universal, e implantação de arborização adequada;

Ciclovia – Implantar a ciclovia no canteiro central integrada aos espaços de convivência dos novos Pit-Dogs, contando com nova iluminação pública, bancos, lixeiras e arborização adequada;

Faixa preferencial para o ônibus – Implantar faixa à direita, rente ao meio-fio, com preferência à fluidez do transporte coletivo;

Redução de pontos de conflito do tráfego – Reduzir conversões à esquerda e cruzamentos que retardam a fluidez do tráfego geral e do transporte coletivo;

Modificação da circulação de vias transversais – Alterar o sentido do fluxo de algumas vias transversais considerando os benefícios a serem incorporados ao corredor;

Melhoria dos pontos de embarque e desembarque – Implantar novo modelo de abrigo oferecendo aos usuários do transporte coletivo mais segurança, conforto e funcionalidade;

Melhorias no pavimento das pistas de rolagem – Recapear as pistas de rolagem considerando que o pavimento existente possui mais de 30 anos e apresenta pontos de deterioração.

Acertos em pontos de drenagem – Adequar os pontos de drenagem com melhorias nas bocas-de-lobo e ampliação da galeria pluvial existente;

Nova sinalização viária – Implantar nova sinalização viária adequando as funções do novo corredor de ônibus, a organização do tráfego geral, bem como a segurança do pedestre e do ciclista.

PARÂMETROS TECNOLÓGICOS:

Adequação semafórica – Implantar três novos semáforos e adequar os tempos semafóricos às funções do novo corredor de ônibus e à organização do tráfego geral;

Sistema de fiscalização eletrônica – Implantar novo sistema de fiscalização eletrônica garantindo a fluidez do transporte coletivo na faixa preferencial, o limite de velocidade nas seis faixas, bem como não parar e estacionar sobre faixa de pedestres e calçadas e obedecer à sinalização semafórica;

Monitoramento em tempo real – Implantar sistema de monitoramento por CFTV para as seis faixas de rolagem do corredor e imediações, em tempo real.


Fonte: Prefeitura de Goiânia
Foto: Humberto Silva

Governador assina convênios para pavimentação asfáltica

22:05 0 Comments A+ a-




O governador Marconi Perillo assinou nesta quarta-feira (27) convênios com 41 municípios goianos para a pavimentação asfáltica de vias urbanas. Os convênios são realizados entre o Governo e as prefeituras por meio da Secretaria de Estado da Casa Civil. Juntos, os municípios contemplados receberão R$ 27 milhões. Com estes, o Governo de Goiás atinge em 2012 a marca de R$ 40 milhões, contemplando um total de 46 prefeituras de todas as regiões do Estado.

A maioria dos contratos é para pavimentação de ruas e avenidas, mas também há casos de aquisição de máquinas, caminhões, ônibus, vans, iluminação e construção de pontes. De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Vilmar Rocha, o trabalho desenvolvido até o momento é o resultado de uma reorganização do setor de convênios.

“Fizemos um novo regulamento que facilita a celebração e a fiscalização destes processos”, afirma o chefe da Casa Civil.

Os convênios seguem para a outorga na Procuradoria e assim que publicados no Diário Oficial, os prefeitos já recebem a ordem de pagamento da primeira parcela.

Fonte: Portal 730

Parque é liberado sem estar pronto

21:59 0 Comments A+ a-




Crianças se decepcionaram em visita com limitações impostas pela conclusão da obra no Mutirama.

Poucos brinquedos em operação, equipes ajustando equipamentos, barulho de serra, máquinas de solda e piques de energia. Foi nesse cenário que 100 alunos de escolas municipais do Negrão de Lima, em Goiânia visitaram na manhã de ontem o Parque Mutirama. São as primeiras crianças a entrar no local após a reinauguração, ocorrida no domingo. A expectativa era grande e a vontade de brincar também, mas a maior parte dos alunos ficou decepcionada. Durante a tarde, outros 100 estudantes do Jardim do Cerrado foram ao Parque.

Até o dia 6 de julho, quando o parque terá as portas abertas para o público, alunos de escolas municipais e filhos de funcionários que trabalham nas obras poderão visitar o local. O secretário municipal de Esporte e Lazer (Semel), Wesley Batista, afirma que todos os brinquedos estão funcionando e que faltam apenas alguns ajustes a conclusão da obra. Esses ajustes, segundo diz, serão feitos durante as visitas. Ou seja, o parque opera, nesse período, no sistema soft opening, como se denomina o período de treinamento de servidores e sistema.

Mas esse tipo de operação e a oportunidade de visitar o parque nessas condições parecem que não agradou. Uma das professoras que acompanhavam a visita, que não se identificou, informou que as crianças planejaram o passeio durante um mês, mas que se sentiram tristes com o que foi oferecido. “A reclamação é das filas e dos brinquedos que não estão em funcionamento. As crianças ficaram paradas esperando para ir em um deles, mas nem todas conseguiram”, disse a educadora ao se referir ao Cinema 4D, que os alunos tiveram dificuldade de conhecer por conta de piques de energia ocorridos no local.

Dáleth Carvalho Leite, de 9 anos, aluna do 4º ano da Escola Municipal Paulo Teixeira de Mendonça, achou bom conhecer o parque, mas sua vontade era brincar. A colega de sala, Ludimila Monteiro Camargo Martins, 9, estava triste e afirmou que as filas deixaram os alunos desanimados. “A gente não brincou ainda. Ficamos indo de um lado para o outro. Vai em um, tem problema. Vai em outro, também”, disse.

Wesley Batista observa que esse processo é comum e que até a data prevista para a abertura definitiva serão liberados brinquedos gradativamente, conforme forem feitos os ajustes. Até a manhã de ontem, os brinquedos que poderiam ser utilizados, apensar dos piques de energia, era o Cinema 4D, mine alto pista, mine montanha russa, palácio imperial, alto pista e tobogã. No total, são 29 atrações.

O secretário salienta que as visitas das crianças são monitoradas por funcionários do parque e acompanhadas pelo engenheiro de segurança Jucelino Cecel Peixoto dos Santos. O especialista afirma que as medidas necessárias são tomadas para que as crianças brinquem com segurança. Por isso, somente os brinquedos que já estão com tudo concluído são liberados.

Inacabado
Enquanto as crianças tentavam se divertir, operários colocavam grades de segurança em alguns brinquedos. Os trilhos do trenzinho, um dos brinquedos mais esperados, não estavam prontos e a água de um dos brinquedos estava visivelmente suja. Segundo a assessoria de imprensa da Semel, alguns brinquedos não foram usados em função da pouca idade das crianças que visitaram ontem.

A assessoria informa ainda que a abertura gradual do Parque se dá apenas em função do treinamento dos funcionários a trabalhar perante um grande público. A visitação aumentará gradualmente.

Fonte: Jornal o Hoje

Goiânia recebe pela primeira vez o Racing Festival

11:45 0 Comments A+ a-




Cidade inédita no calendário recebe em julho a 2ª etapa da temporada, que será beneficente.

SÃO PAULO - Depois de uma estreia de sucesso da temporada em Londrina, no norte do Paraná, o Racing Festival parte para Goiânia (GO), no centro-oeste do país, para a realização da 2ª etapa, nos dias 07 e 08 de julho.

Será a primeira vez que o campeonato apadrinhado pelo piloto Felipe Massa chega a Capital, única cidade inédita da temporada 2012. O Autódromo Internacional Ayrton Senna, que já sediou o mundial de Moto GP, será o palco para as corridas acirradas das categorias de moto e Turismo, R1 GP1000 e Copa Fiat.

O circuito é um dos prediletos dos pilotos de motovelocidade de todo o Brasil e há sete anos não recebe uma categoria de Turismo, o que aumentam as expectativas da organização, que se revelam promissoras para a etapa. "A estrutura que encontramos aqui é muito acima de alguns autódromos que já realizamos eventos e poucos ajustes serão necessários. Vamos quebrar o jejum de provas de automobilismo que não aconteciam mais em Goiânia e a pista foi projetada pensando principalmente em corridas de motovelocidade. As duas situações vêm a favor da competição que tem tanto carros quanto motos e esperamos por grandes disputas e casa cheia", avalia Carlos Romagnolli, diretor da RM Racing Events, organizadora da competição.

Além de emoção na pista com alguns dos melhores pilotos nacionais, o Racing Festival leva a Goiânia atrações que incluem show de Freestyle com Jorge Negretti e equipe, o Yamaha Super Bike Experience, para convidados da Yamaha, e o sorteio de um carro 0 km para o público presente nas arquibancadas.

A programação começa na sexta-feira (06) com uma série de treinos extras, sábado (07) novos treinos e os classificatórios, e no domingo (08) as provas oficiais. Os ingressos para assistir a etapa são válidos para todos os dias e devem ser trocados por dois quilos de arroz ou feijão na portaria do autódromo nos dias do evento. Os alimentos arrecadados serão repassados ao Governo do Estado de Goiás e doados a famílias carentes.

O Racing Festival em Goiânia terá ainda transmissão ao vivo pelo canal Sportv3, para as TVs abertas Rede TV! e MoxTV, e pela internet através do site Brazilian Motorsport TV - www.brmtv.com.br.

O Racing Festival é uma realização da RM Racing Events e a R1 GP1000 tem patrocínio da Yamaha e Itaú, co-patrocínio Pirelli e apoio da Iveco.

RPress Assessoria
Jornalista responsável: Rafaela Abrantes
Tel.: (14) 3815-5090 / 9705-6632 / 7834-1429
E-mail: imprensa@romagnollieventos.com.br
Home: www.racingfestival.com.br
Canal YouTube: www.youtube.com/user/RomagnolliEventos

Fonte: Scuderia Brasil Racing

A gigante francesa deu certo

11:43 0 Comments A+ a-



Fnac se acomoda no mercado goiano de cultura e tecnologia ultrapassando projeções de lucro em apenas três meses de funcionamento. Inaugurada há pouco tempo, a Fnac goianiense já conseguiu chegar ao ranking das cidades com o maior número de público.

Já se passaram três me­ses desde a inauguração da Fnac, no Sho­pping Flamboyant, e a aposta  da loja parece ter dado certo. Semanalmente, cerca de 35 mil pessoas circulam pelo espaço. O número de fato impressiona e demonstra que a varejista francesa tem conquistado o público goiano.

Quem confirma a satisfação é o diretor da Fnac Goi­â­nia, Adão Dias Paz. De acordo com ele, Goiânia já é ­consi­derada uma das melhores lojas do país. Das 11 lojas bra­sileiras, em apenas um trimestre, a Fnac goiana conseguiu chegar ao ranking das ci­nco lojas com maior público.

A Fnac Goiânia conseguiu superar as expectativas de vendas em 25%, o que para Paz só confirma a ótima escolha da marca em trazer mais uma loja para o Centro-Oeste. “A loja de Brasília também deu muito certo. Instalar uma em Goiânia, até mesmo por questão de logística, se tornou muito viável”, conta o diretor. Foram quase seis anos de negociação com o Shopping Flamboyant até a batida final do martelo.

Mercado
Quando o assunto é faturamento, os líderes de venda são os eletrônicos que representam 70% do lucro da Fnac. A outra fatia de 30% se divide em livros, discos e outros produtos oferecidos na loja.

Para o gerente setorial de comércio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), João Bosco Gouthier Sabbag, os números da Fnac representam a realidade cultural de uma sociedade informatizada. “Nós ainda estamos engatinhando em relação a aquisição de livros, no entanto adquirir produtos tecnológicos é o curso natural do mercado brasileiro”, revela Sabbag.

Sabbag afirma que a resposta econômica da Fnac já era esperada, o fato de a loja ser uma rede mundialmente consagrada facilita sua inserção no mercado goiano. Mas, para Paz, a aceitação da Fnac vai além da situação mercadológica e entra na política proposta pela loja. “Para nós, a venda é consequência de uma experiência do cliente na loja.”

A boa fase da economia brasileira, e também goiana, é uma das principais forças que têm movimentado o comércio, explica o gerente do Sebrae. Outro fator que demonstra o potencial de compra do brasileiro são as facilidades do crédito. No entanto, Sabbag conta que é necessário cautela pois os índices de inadimplência tendem a crescer com toda essa facilidade na hora das compras.

Público
O diretor da loja goiana trabalha na varejista francesa há 15 anos. Antes de vir para Goiânia, Paz era funcionário da loja de Porto Alegre. Ele conta que é comum no começo de uma loja o período de adaptação. “É preciso que o público conheça a loja, depois disso ele começa a frequentar e logo não consegue mais deixar de vir”, explica o diretor.

Mas Goiânia parece que não sofreu com esse período de adaptação, desde a inauguração a loja vive cheia. A bandeira de um espaço de lazer e não apenas de compras parece ter agradado a clientela. “Quando entro na loja me sinto a vontade. Nem sempre venho comprar, mas folheio algumas revistas e dou uma olhada nos eletrônicos”, revela a turismóloga Larissa Oliveira, que passeava pela loja.

Quando o assunto são os eventos a loja sempre está lotada, conta Paz. “Nunca tivemos um evento no fórum sem público”, diz o diretor. Até mesmo exceções já foram abertas. A Fnac costuma ter eventos apenas de segunda a sexta no Brasil. No entanto, como a resposta dos clientes foi extremamente positiva a loja passou a ter eventos no sábado e domingo.

O número de clientes circulando pela loja, em um dia de semana à tarde, parece de fato refletir a aceitação e também curiosidade por parte dos visitantes. Um dos serviços preferidos de quem entra na loja, de acordo com a administração da Fnac é o balcão de eletrônicos, a oportunidade de conhecer e navegar nos celulares e tablets chama a atenção dos clientes.

Serviços
A loja tem espaços específicos para livros, CDs e DVDs, revistas e também produtos de tecnologia, tudo isso a altura das mãos dos visitantes. Para atrair o público goiano os pocket-shows recheiam a agenda da Fnac. Além de trazer artistas conhecidos no cenário nacional e também internacional, a programação cultural procura dar espaço para artistas locais, revela o diretor da loja.

Até mesmo os clubes de leitura tem atraído um número considerável de interessados, revela Paz. “É interessante ver o interesse cultural das pessoas, é justamente isso que nós planejamos despertar”, explica Paz.

A resposta do público à Fnac parece imediata. A junção de cultura e tecnologia acalentou uma necessidade antiga do goiano, a de ter os chamados ícones de consumo ao seu alcance. Afinal, nem só do eixo Rio e São Paulo as grandes marcas sobrevivem.

Fonte: Tribuna do Planalto

Governo assina contrato para construção de nova fábrica em Anápolis

11:38 0 Comments A+ a-




O governo de Goiás assina nesta terça-feira (26), às 14h, no Palácio das Esmeraldas, o contrato para um dos maiores empreendimentos recentes do Estado: a construção da fábrica de máquinas pesadas Foton Lovol Bramax (FLB) uma parceria dos chineses (Foton Lovol) com a marca brasileira Bramax. As obras estão em estágio avançado devendo iniciar a montagem dos equipamentos em prazo inferior a 60 dias. A empresa fabrica retroescavadeiras, pás carregadeiras, escavadeiras, compactadores de solo, motoniveladoras, dentre outras máquinas.
De acordo com o diretor de Desenvolvimento e Gestão de Rede da Bramax, Luiz Carlos Toni, que representará o presidente da FLB, Dalton Durski, na solenidade com o governador Marconi Perillo, o investimento total no Estado foi de 80 milhões de reais iniciais gerando 100 empregos diretos e 300 indiretos inicialmente.

Foton Lovol Bramax

Com sede em Campo Largo, no Paraná, a Foton Lovol Bramax tem como seu principal negócio a fabricação de equipamentos rodoviários e de construção. Uma das 50 maiores da China, produz diariamente 340 unidades, tem 16 mil funcionários e é líder na China em pás carregadeiras, escavadeiras e compactadores de solo.

No Brasil, a marca está presente em sete Estados, tendo já comercializado mais 1000 unidade entre maio de 2010 e maio de 2012. A previsão de para 2012 é de 1200 unidades.

Fonte: Portal 730

Raio-X nas 10 principais cidades (Eleições 2012)

11:31 0 Comments A+ a-


Embora decisões importantes sejam tomadas no último momento (leia-se convenção), muitos partidos já definiram candidatos e fecharam alianças; vice ainda é indecisão
Paulo Garcia: petista na liderança em Goiânia; Deputado João Campos: possível tucano na eleição; Deputado Jovair Arantes: petebista persistente
Márcia Abreu

Muitas candidaturas já foram definidas e alianças encaminhadas. No entanto, até a convenção — na maioria das cidades marcada para sexta-feira, dia 30 — mudanças podem ocorrer. Já dizia Magalhães Pinto “que política é como nuvem”, tem suas múltiplas nuances. A reportagem do Jornal Opção buscou saber como está o cenário de sucessão nas 10 principais cidades do Estado. A importância diz respeito às cidades mais disputadas e elas os são por vários motivos, como por exemplo, tamanho, economia e predominância política.
Em Goiânia, o prefeito Paulo Garcia (PT) lidera as pesquisas de intenção de votos. O petista deve formar ampla aliança com os partidos da base de sustentação da presidente Dilma Rousseff (PT), entre eles, PMDB, PSB, PSC, PDT, PTN e PR. Paulo tem apoio de nomes de peso: Iris Rezende (ex-prefeito de Goiânia), Luiz Inácio Lula da Silva (ex-presidente) e Júnior do Friboi (empresário).

A aliança com o PMDB é garantida e o imbróglio está em torno de quem será o vice. O deputado estadual e ex-secretário municipal de Governo, Samuel Belchior, é cotado. Nos bastidores, comenta-se que Iris Rezende e sua mulher, Íris de Araújo (deputada federal), estariam tentando convencer Wagner Si­queira, deputado estadual, ou Agenor Mariano, vereador, a ocupar a vice. Os dois têm a confiança do casal. Agenor Mariano não quer ser vice porque teme se “apagar” no cargo. Waguinho também estaria relutando.

Na última semana, o deputado federal e ex-secretário do Meio Ambiente, Leonardo Vilela (PS­DB), desistiu da candidatura em virtude dos escândalos do caso Cachoeira. O tucano foi flagrado em escuta telefônica da Polícia Federal pedindo a Cachoeira em­prego para a filha. O PSDB deve lançar o deputado federal João Campos. A ideia é compor com o PSD e colocar o deputado estadual Francisco Júnior de vice.

O deputado federal Sandes Júnior (PP) deve deixar a disputa, embora ainda não admita publicamente. Sandes responde a processo disciplinar na Câmara dos De­putados por conta de sua relação com Cachoeira e não tem apoio nem do próprio partido. O PP vai apoiar o candidato do governador Marconi Perillo (PSDB).

Quem também não confirma, mas deve sair da disputa é o vereador Elias Vaz (PSol). Citado na Operação Monte Carlo ele enfrenta briga interna no partido para consolidar seu nome.

São rivais de Paulo Garcia o deputados federal Jovair Arantes (PTB) e a deputada estadual Isaura Lemos (PCdoB).
Rio Verde

Em Rio Verde, a disputa promete ser uma das mais acirradas do Estado. O município é um dos maiores de Goiás e o mais rico em produção agrícola do país. O prefeito Juraci Martins, que deixou o DEM no ano passado e migrou para o PSD, partido de Gilberto Kassab (prefeito de São Paulo), é candidato à reeleição com o respaldo do governador Marconi Perillo (PSDB).

Segundo pesquisas internas do PSD, Juraci vai muito bem. Os números sugerem largada vantajosa do prefeito na corrida ao Exe­cutivo. A oposição reclama que o prefeito “comprou” os veículos de comunicação da cidade, barrando notícias negativas à sua gestão.

De acordo com o PSD, 12 partidos devem apoiar a candidatura de Juraci: PSDB, PP, PPS, PTB, PR, PV, PMN, PSL, PT­doB, PCdoB, PRB e PRP. Essas legendas estariam fechadas com o candidato da situação. O DEM, ex-reduto de Juraci, não fechou com o prefeito, mas as conversas continuam.

Políticos rioverdenses reclamam que o escândalo envolvendo Cachoeira atrasou as negociações. As conversas, eles dizem, pausaram e, só agora, com a aproximação da convenção retornaram. De acordo com pessedistas, quem definirá o vice do PSD é o governador.

A oposição vai lançar o deputado estadual Karlos Cabral (PT). O petista conquistou uma cadeira na Assembleia Legislativa em 2010 com 12 mil votos. Em princípio, cogitou-se duas candidaturas de oposição: Karlos Cabral e Leonardo Veloso, ex-secretário de Agricultura (PMDB), mas o peemedebista recuou.

Comenta-se que o recuo ocorreu pelo seguinte motivo: o PMDB acredita que Cabral tem mais capilaridade eleitoral que Leonardo Veloso. Veloso chegou a ser cotado para vice de Cabral, o que não se concretizará. O vice de Karlos Cabral deve ser o vereador José Henrique, político respeitado em Rio Verde.

De acordo com o presidente do PMDB de Rio Verde, Henrique Cruvinel, a legenda ainda não bateu o martelo quanto à renúncia à cabeça de chapa, embora essa seja a tendência. Se isso acontecer, ele diz, o PMDB não abre mão de composição ampla, com participação nas chapas majoritária e proporcional.

Segundo Cruvinel, há outros pré-candidatos a prefeito na legenda, entre eles, o vereador José Henrique e o ex-deputado estadual Wagner Guimarães. “A decisão só acontecerá no dia 30 de junho, data da convenção”, garante. As conversas entre PMDB e DEM estão avançadas. Mas a aliança só serviria no caso de o PT ficar de fora. O deputado federal Ronaldo Caiado, presidente estadual da sigla, teria exigido que o DEM não se juntasse ao PT. São aliados do PMDB em Rio Verde o PDT, PSC e PT.

Ouvido pela reportagem, o presidente do DEM local, Rildo Mou­rão, garantiu que não há nenhuma dificuldade em apoiar o PT. O fato de as legendas se­rem rivais no cenário estadual não dificulta a aliança local, diz. “Da minha parte não há empecilho. Mas vou conversar com Ro­naldo Caiado na próxima se­mana”, afirma. Segundo Rildo, pode ser que haja terceira via na cidade com a candidatura de Lissauer Vieira (PP), empresário do setor de comunicação.

Itumbiara

Em Itumbiara, o PTB trabalha para fortalecer Francisco Do­mingues de Faria, mais conhecido como Chico Bala (PTB), vice-prefeito e pré-candidato à prefeitura. A ideia é que Chico ocupe o lugar do prefeito José Gomes (PP), que está em seu segundo mandato.

De acordo com Chico, o PTB tem na aliança quase todos os partidos da base aliada do governador Marconi Perillo. Fecharam com o petebista o PSDB, PR, PTdoB, PV, PTC, PTS, PP e PPS. “O PCdoB, PSC e PDT estão em negociação”, conta o vice-prefeito que desincompatibilizou da Secretaria de Obras para disputar o pleito de outubro.

Do lado da oposição há o peemedebista Gugu Nader, empresário que abandonou o curso de Direito para se dedicar à vida pública. Gugu garante que 12 partidos integram a sua base de a­poio, mas só cita 9: PT, PDT, PSC, PRT, PTN, PSB, PRTB, PHS e PPL.

Nader conta que há grande possibilidade de o DEM caminhar junto. Questionado sobre a vice, ele diz que não pode falar, teme retaliações por parte da situação. “Nomes devem permanecer em sigilo até a convenção [marcada para o dia 30 de junho], senão corremos risco de ficar sem [o candidato]”, afirma Gugu Nader.

O peemedebista diz que está trabalhando para fortalecer as alianças e unir todos os partidos que dão sustentação ao governo federal no Estado. “Nosso projeto é democrático e inovador, queremos renovar o modelo de gestão pública.”

Em 2004, Gugu Nader elegeu-se vereador pelo PTB com quase 3 mil votos. Logo migrou para o PMDB porque suas raízes, diz ele, estão lá. O peemedebista garante que tem o apoio do ex-governador Iris Rezende e do ex-prefeito de Senador Canedo Van­derlan Cardoso (sem partido); do empresário Júnior do Friboi (PSB) e de Olavo Noleto (PT), subchefe de Assuntos Fede­rativos da Secretaria de Relações Insti­tu­cionais da Presidência da Repú­blica. “São todos meus amigos e apoiadores.”
Cenário fica embaçado em Senador Canedo
Em Senador Canedo, município que tem crescido e se destacado no Estado (e por isso cha­ma a atenção de políticos), a situação viveu uma dilema: a­poiar ou não a candidatura do deputado estadual Misael O­liveira (PDT), bancada pelo ex-prefeito Vanderlan Cardoso (sem partido). Os vereadores não queriam apoiar Misael e chegaram a dizer isso a Vanderlan. Mas o ex-peemedebista já se decidiu: vai apoiar o pedetista.

Vereadores refutaram a candidatura de Misael com a justificativa de que ele enfrentaria rejeição na cidade pelo fato de não morar lá. Os vereadores também reclamaram que não são próximos do deputado pedetista. O médico e vereador Alsueres Mariano (PSB) é cotado para vice de Misael Oliveira. Alsueres  disputou a prefeitura em 2004 contra Vanderlan, porém perdeu a eleição. Ele tem apoio do presidente da Câmara Municipal, Geraldo do Detran, e dos vereadores Sérgio Bravo (PSB) e Edney Domingues (PPL).

Nos bastidores comenta-se que o prefeito Túlio Sérvio não estaria disposto a colaborar (com a máquina pública) com a candidatura de Vanderlan em 2014, ao contrário de Misael Oliveira. O prefeito é grato a Vanderlan por tê-lo levado à chefia do Executivo e não romperá com o amigo. “Túlio gostaria de ser candidato, mas não é a primeira opção de Vanderlan. Todavia, tem compromisso moral com Vanderlan e por isso não vai peitá-lo”, disse um interlocutor do prefeito que não quis se identificar. Como Vanderlan é muito forte na cidade, espera-se que Misael seja eleito com tranquilidade.

Com a candidatura de Misael Oliveira, a expectativa é de aliança com o PSB. Alsueres deve ser o vice com respaldo de Júnior do Friboi (PSB) e dos vereadores de situação. A única hipótese de Misael não disputar é se o Mi­nistério Público Eleitoral questionar o domicílio eleitoral dele. Se ficar comprovado que o pedetista não mora em Senador Ca­nedo sua candidatura pode ser indeferida pela Justiça Eleitoral.

Vanderlan Cardoso, que deixou o PMDB na última semana alegando dificuldades em formar alianças (na verdade, foi por falta de espaço), deve disputar o go­verno do Estado pelo PDT em 2014. A filiação dele é dada como certa.
Anápolis tem franco favorito
Em Anápolis, o petista Antônio Gomide (PT) é o favorito, segundo pesquisas de intenção de votos. A avaliação positiva de sua gestão ultrapassa os 60%. Go­mide tem apoio de todos os partidos da base de sustentação do governo federal, com exceção do PDT, que lançará o deputado estadual José de Lima a prefeito.

Os partidos da oposição tentam se unir para o enfrentamento ao PT. O ex-presidente da Associação Co­mercial e Industrial de Aná­polis (Acia), Wilson de Oli­veira, é o candidato do DEM. A legenda trabalha para coligar com o PSDB. A ideia é que um tucano assuma a vice. A aliança entre DEM e PSDB chegou a ser ensaiada, mas os tucanos recuaram na última semana porque querem compor nas duas chapas, ma­joritária e proporcional, e ao DEM só interessa composição majoritária.

O PSDB está mantendo contato com o PTC do casal Adhemar e Onaide Santillo. A sigla está rachada. Alguns querem candidatura própria e outros defendem aliança com o DEM. Nos bastidores, ou­ve-se que os vereadores tucanos Fernando Cunha Ne­­to e Miriam Garcia não estão dispostos a embarcarem “numa canoa furada”. Avaliam que, neste pleito, o prefeito Antônio Go­mide é imbatível.
Maguito e Ademir polarizam em Aparecida de Goiânia
Em Aparecida, o prefeito Maguito Vilela (PMDB) é candidatíssimo à reeleição. Ele enfrentará o deputado estadual Ademir Menezes (PSD). Ademir, que deixou o PR e migrou para o PSD, trabalha para levar o vice-prefeito Tanner de Melo (DEM) para o grupo. O democrata é cotado para vice do pessedista. O problema é que Vilmar Rocha, presidente goiano do PSD, e Ronaldo Caiado (DEM), deputado federal e presidente estadual do De­mocrata, são adversários políticos e, dificilmente, Caiado aceitará a aliança.

Cotado para vice de Ademir, Veter Martins (PSDB) teria pensando em abrir mão da disputa a fim de atrair Tanner. Mas Tanner garante que será candidato pelo DEM.

Em troca da aliança com o PT local, o PMDB perdeu o apoio do DEM. Maguito e o vice-prefeito romperam relações devido a aproximação do peemedebista com o PT. O ex-deputado Ozair José e o vereador Helvecino Moura, ambos petistas, apoiam Maguito.
Em Catalão a dúvida é o adversário de Jardel
O prefeito de Catalão, Velomar Rios (PMDB), deve mesmo disputar a reeleição, embora o presidente do PMDB goiano, Adib Elias, insista em ser candidato — ele ou a mulher, a ex-deputada estadual Adriete Elias. Adib pediu inclusive para se afastar do diretório goiano. O objetivo é dedicar-se integralmente à sucessão na cidade.

Adib Elias é forte em Catalão. Ex-prefeito, foi ele quem elegeu Velomar Rios. Porém há um impasse. Adib tem problema com o Tribunal de Contas dos Mu­nicípios (TCM), que rejeitou suas contas. Ele recorreu e afirma que não há irregularidades.

O deputado estadual Jardel Sebba (PSDB) é o principal adversário do PMDB. Há alguns anos vem fazendo intensa costura política para viabilizar sua candidatura e está prestes a fechar ampla aliança.
Oposição a Humberto em Jataí está desmotivada
Jataí é uma das cidades mais ricas do sudoeste goiano e um importante colégio eleitoral. Mesmo sabendo desta importância, a oposição está desmotivada. Supostamente conformada com o favoritismo do prefeito Humberto Machado (PMDB), os políticos têm se mostrado desanimados com o pleito. O candidato do PSDB, Victor Priori, teria desistido da disputa. O produtor rural foi candidato outras vezes, sem sucesso.

A ex-deputada estadual Cilene Guimarães (PSD) ensaiou uma candidatura, mas não tem força. Na verdade, Cilene quer a cabeça de chapa numa aliança com o PSDB. Por enquanto não vingou. Se a candidatura de Victor Priori se concretizar o PSDB deve trabalhar para ter como aliados os partidos da base de Marconi Perillo. Todavia, a maioria integra o rol de aliança do PMDB. O próprio PSDB tem interesse em compor com o prefeito. Humberto não quer se compromissar com o PSDB porque em 2016 vai apoiar a candidatura do deputado federal Leandro Vilela (PMDB) a prefeito.
Em Formosa, prefeito tem rejeição alta e Itamar lidera
Em Formosa, Entorno do Dis­trito Federal, o empresário Itamar Barreto (PSD) aparece em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos, seguido pelo ex-secretário de Segurança Pública, Ernesto Roller (PMDB). De acordo com Itamar, o PSD já fechou com cinco partidos: PSDB, PPS, PSB, PHS e PV, e está quase fechando com PCdoB, PDT, PMN e PTdoB. A vice só será definida na convenção, diz ele. “Ainda estamos no processo de busca de aliados”, complementa Itamar.

O empresário conta que o secretário de Casa Civil, Vilmar Rocha, é o interlocutor de sua candidatura no Palácio das Esmeraldas. “Esta semana eu, Vilmar e Marconi nos encontraremos para decidir a vice”, revela.

Itamar avalia que, se o prefeito Pedro Ivo (PP) for candidato, a disputa será dura, uma vez que Ivo tem a máquina pública. Entre­tanto, Itamar acredita que a disputa será polarizada entre ele e Rol­ler. Esta será a quarta vez em que Itamar Barreto disputará a Pre­feitura de Formosa.

O prefeito Pedro Ivo tem rejeição alta na cidade, o que inviabiliza seu nome. Em conversa com a reportagem, ele sorriu quando questionado sobre os comentários de que ele desistirá do pleito. Ele disse que 100% de certeza só mesmo no dia da convenção. Ivo garante que o PPL, PMN, DEM, PRB e PFL lhe apoiam. Se sair do páreo a tendência é que Ivo fique neutro.

Ernesto Roller aparece em segundo lugar nas pesquisas. O peemedebista é visto como candidato forte devido à capilaridade política. Roller garante que já fechou aliança com o PSB, PSC, PTN, PR, PRTB, PRP, PSO e PSDC. Assim como Itamar Barreto  alega que a vice só será definida na última hora.
Tormin lidera em Luziânia
O deputado estadual Cristóvão Tormin (PSD) lidera as pesquisas em Luziânia. O parlamentar já foi vereador e elegeu-se deputado em 2010 com 40 mil votos. Tor­mim deixou o PSDB e filiou-se ao PSD a convite do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O pessedista vai enfrentar Gastão Leite (PSDB), candidato do prefeito Cé­lio Silveira (PSDB).

Luziânia é um dos principais colégios eleitorais do Estado e um desafio para o governador Marconi Perillo (PSDB) que almeja fazer o sucessor de Célio — seu aliado no Entorno. O problema é que Cristóvão dispara na frente e Célio, considerado bom gestor, mas temperamental, teve dificuldades para achar um nome para lhe subsitutir na disputa.

Gastão Leite é vereador e ex-secretário. Dei­xou a presidência da Agência Goiana de De­sen­vol­vimento Regional (AG­DR) há cerca de um mês para disputar a prefeitura. O tucano tem promovido reuniões e tentado convencer aliados a não migrarem para o grupo de Cristóvão. Devem apoiar a candidatura de Gastão o PP, PDT, PTB, DEM, PT­doB, PSL e PV. Já Cris­tóvão tem apoio de Vil­mar Rocha e dos deputados federais pessedistas Thia­go Peixoto, Ar­man­do Ver­gílio e Heuler Cru­vinel. A disputa deve ser polarizada entre Cris­tóvão e Gastão — o peemedebista Marcelo Melo desistiu. O PSD trabalha para conseguir o apoio de Didi Viana (PT).  
Fonte: Jornal O Hoje

Amma lança projeto de arborização para Eixo Universitário

11:29 0 Comments A+ a-




A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), apresentou nesta terça-feira, dia 29, às 8 horas, o projeto de arborização que será implantado no Corredor Universitário. O modelo cria uma nova concepção de arborização em Goiânia, desenvolvida através do Plano Diretor de Arborização Urbana (Pdau) e servirá como modelo para realização de plantios ou substituição, quando necessários, com o mínimo possível de interferências para a população.

Para realizar as indicações como determina o projeto, são realizados diagnósticos das características do local como rede de distribuição de energia elétrica, rede de água e esgoto, largura da calçada e da via pública, entre outros, para uma escolha adequada quanto ao porte e o exemplar arbóreo mais indicado, com preferência para árvores nativas do cerrado.

Para o presidente da Amma, Pedro Henrique Gonçalves Lira, as árvores exercem um papel de vital importância para a qualidade de vida da cidade. "A arborização urbana desempenha várias funções como redução da temperatura, retenção de poluentes, melhora da qualidade do ar, serve de refúgio para animais, além de períodos de floração que promovem um verdadeiro espetáculo para quem observa. Com a arborização planejada desenvolvida para o Eixo Universitário serão plantadas espécies adequadas levando em consideração as particularidades do local", pontua.

O gerente de Arborização Urbana da Amma, Antonio Esteves, acrescenta que foram indicadas espécies para serem plantadas em toda extensão do Eixo Universitário e descreve os benefícios das árvores escolhidas. "No canteiro central, por não haver fiação aérea, foram escolhidas árvores de grande porte que vão promover um ganho ambiental para a região e sombreamento", diz. Antonio explica que será realizado também um resgate histórico da região com plantio de árvores que foram utilizados nas décadas de 30 e 40 para arborizar a capital após sua construção. "O trecho entre a Praça Cívica e a Marginal Botafogo será contemplado com um resgate de espécies históricas utilizando exemplares que podem ser utilizados na arborização urbana como os alfeneiros", esclarece.

Segundo ele, o projeto de arborização das calçadas foi realizado em conjunto com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronômia de Goiás (Crea). "A Seinfra e o Crea desenvolvem a Calçada Consciente que será implantada no Eixo Universitário em que são reestruturados os passeios públicos para melhorar a acessibilidade dos portadores de necessidades especiais com colocação de rampas de acesso, inclinação transversal do piso e indicação de exemplares arbóreos adequados para que as pessoas nessas condições consigam trafegar sem risco de queda nas calçadas", informa.

Dentre as espécies que serão plantadas temos as árvores de grande porte indicadas para locais sem fiação aérea como o pau-ferro, bálsamo, alfeneiro e nativas do cerrado como ipês roxo e amarelo. Já as áreas com fiação aérea serão plantadas mudas de médio e pequeno porte como quaresmeira, murta, escova-de-garrafa, cedrinho e jasmim. "Para a escolha das árvores foram observados o porte, o valor ambiental desempenhado, sombreamento e floração", afirma.


Saiba Mais:
- Trechos a serem arborizados
- Praça Cívica e Marginal Botafogo
- Trecho 1 - Entre a Praça Cívica e a Rua 20 indicação de exemplares de Alfeneiro (espécie histórica, com grande sombreamento e resistente a locais com grande fluxo de veículos).
- Trecho 2 - Entre a Rua 20 no Centro e Rua Dr. Olinto Manso Pereira no Setor Sul indicação de Ipês Roxos e Amarelos (nativa do cerrado, grande porte e floração exuberante).
- Trecho 3 - Entre Rua Dr. Olinto Manso Pereira no Setor Sul e Rua 91 indicação de espécies de Alfeneiro (espécie histórica, com grande sombreamento e resistente a locais com grande fluxo de veículos).
- Marginal Botafogo e Praça Universitária
- Trecho 4 - indicação de Oiti (grande porte, copa densa e sombreamento).
- Trecho 5 - Entre a Praça Universitária e a Praça Veríssimo S. e Silva indicação de pau-ferro (grande porte e ornamental).
- Trecho 6 - Entre a Praça Veríssimo S. e Silva e a Praça da Bíblia foram indicados bálsamo (grande porte e ornamental).

Fonte: Prefeitura de Goiânia

Conselho cassa Demóstenes

11:25 0 Comments A+ a-




Perda de mandato do senador foi aprovada por unanimidade no colegiado. Processo deve ser votado em plenário em 15 dias.

Por unanimidade, o Conselho de Ética do Senado aprovou na noite de ontem o relatório do senador Humberto Costa (PT-PE) que pede a cassação de Demóstenes Torres (sem partido), por quebra de decoro parlamentar. Em um relatório de 79 páginas, Costa disse que há provas “robustas” e “manifestas” do envolvimento de Demóstenes com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Todos os 15 senadores foram favoráveis à perda de mandato do senador de Goiás. Agora o processo seguirá para a Comissão de Constituição e Justiça para verificar sua legalidade. A expectativa é que vá à votação em plenário, em sessão secreta, daqui a duas semanas.
Antes da votação, o senador Mário Couto (PSDB-PA) disse que vai abrir em plenário seu voto, mesmo que ele venha a ser anulado. Couto defendeu que o processo seja votado em sessão aberta em plenário. Ele afirmou que se desligará do conselho se o Senado inocentar Demóstenes. “Traga o caixão do Senado Federal, enterre o Senado, sepulte de uma vez. Que moral teremos mais depois disso?”, exclamou.

“O senador Demóstenes Torres sabia e sabe o que é certo, mas resolveu trilhar o caminho do errado”, afirmou o senador Pedro Taques (PDT-MT). “A mim, ele enganou o tempo todo”, afirmou o senador Pedro Simon (PMDB-RS). Os dois não são integrantes do conselho, mas acompanharam a sessão de votação.

Influência
Ao longo de três horas de leitura do seu voto, Humberto Costa afirmou que o senador usou o seu mandato para “influenciar as diversas esferas do poder em favor dos negócios do contraventor”. Ele disse que Demóstenes não apenas feriu a ética e o decoro parlamentar, mas também cometeu os crimes de advocacia administrativa e favorecimento pessoal.

No parecer, o relator disse que o contraventor é um “verdadeiro anjo-da-guarda do senador”. Segundo Costa, Cachoeira estava sempre trabalhando para proporcionar “comodidade”, “conforto” e “bem-estar” ao parlamentar. O contraventor entregou um rádio Nextel para Demóstenes falar, com a conta paga, comprou presentes no valor de R$ 170 mil, entre eles uma mesa de jantar (US$ 18 mil), um aparelhagem de som (US$ 27 mil), cinco garrafas de vinho (US$ 15 mil) e um fogão e geladeira no casamento (US$ 25 mil).

Costa considerou ser “inacreditável” que Demóstenes não soubesse que Cachoeira era contraventor. Pelas contas do relator, o senador e o contraventor encontraram-se 40 vezes e se falaram pelo telefone Nextel 97 vezes.
No texto, o relator citou o fato de o senador ter trocado 416 telefonemas em 316 dias com Cachoeira e integrantes do grupo do contraventor. Em outras 315 situações, seu nome foi citado por terceiros. “Acredito que a todos nós ocorreu o mesmo que se passou com o senador Randolfe Rodrigues: a constatação de que nem mesmo com as nossas famílias falamos tanto!”

“Ante todo o exposto, afirmo, sem tergiversar, que o senador Demóstenes Torres teve um comportamento incompatível com o decoro parlamentar: percebeu vantagens indevidas e praticou irregularidades graves no desempenho do mandato”, afirmou Humberto Costa no texto.

Fonte: Jornal O Hoje

Começa a 14ª edição do festival na Cidade de Goiás

11:23 0 Comments A+ a-




O 14º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2012) começa hoje na Cidade de Goiás, com 19 filmes do Brasil, Alemanha, Bolívia, Guiné Equatorial, China, Portugal e República Tcheca concorrendo a um total de R$ 160 mil em prêmios. O evento contará com shows de cantores renomados, como Caetano Veloso e Nando Reis, e a presença de profissionais conceituados como o economista e historiador Paulo Bertran, que é o homenageado do Fica 2012, e o ambientalista Fernando Gabeira, que preside o júri da Mostra Competitiva, na qual o ator José Wilker é o convidado especial do festival. “Recuperamos a aura e o glamour do Fica”, assegura o secretário estadual de Cultura, Gilvane Felipe.

Quarenta e cinco oficinas e workshops circundam a Mostra ABD, da Associação Brasileira de Documentaristas, a Mostra Paralela, o Fica Animado, o Fórum de Cinema e o Fórum Ambiental. Vinte e cinco atrações musicais estão inscritas no Fica na Comunidade e 22 artistas goianos, escolhidos por edital público, se apresentam durante a mostra oficial.

Hospedagem
Para quem pretende ir ao Fica e não conseguiu hospedagem, ainda é possível encontrar casas e quartos para aluguel na cidade de Goiás. Com preços que variam de 80 reais – a diária de um quarto para até cinco pessoas – até R$ 1 mil – o final de semana em uma casa com quatro quartos, pois os moradores da cidade oferecem o próprio lar para acomodar os participantes do festival e visitantes da cidade. Os serviços oferecidos também variam e podem incluir café da manhã, mesmo para quem aluga somente um quarto em casas coletivas. Há disponibilidade de casas mobiliadas, sem mobília e até áreas de campping, com diárias a partir de 25 reais e café da manhã por um valor complementar. Como o movimento aumenta no final da semana, quem ainda não tem onde ficar precisa correr, já que a procura é maior que o número de vagas.

Moradora da cidade e dona de uma padaria artesanal, Letícia Oliveira criou um grupo aberto no Facebook para oferecer hospedagem a quem quer curtir o festival, ou mesmo para quem vai trabalhar. Como o sistema hoteleiro não comporta a quantidade de turistas recebidos todos os anos durante o Fica, Letícia teve a ideia de reunir na rede social pessoas interessadas em alugar as próprias casas e as que precisam de hospedagem. O resultado, garante ela, tem sido positivo. “É uma forma de envolvermos os moradores e, ainda, oferecermos outros serviços, por meio desse contato antecipado, às pessoas que vêm à cidade”, diz. O nome do grupo de divulgação no facebook é Casas e quartos para o Fica 2012.

Fonte: Jornal o Hoje