30 de abril de 2009

Aparecida ganha Shopping especializado em automoveis


Será inaugurado no dia 5 de maio (terça-feira), o primeiro shopping especializado em automóveis da região metropolitana de Goiânia: o Auto Shopping Cidade Empresarial. Localizado no Condomínio Cidade Empresarial, em Aparecida de Goiânia, o empreendimento é voltado para o comércio de veículos novos e seminovos, dotado de uma moderna infra-estrutura de apoio e serviços, para proporcionar o máximo de conforto e comodidade aos seus clientes.

Todo o projeto foi elaborado para criar um novo conceito em revenda de veículos, com a possibilidade de oferecer mais garantias, conforto e praticidade para o cliente. Além disso, a intenção é proporcionar aos usuários do shopping maior diversidade de marcas e facilitar aprovações cadastrais, tendo como atrativo a prática de taxas diferenciadas.

Para construir o shopping foram investido R$ 5 milhões em uma área de 9.200 m². O Auto Shopping Cidade Empresarial pode abrigar 32 revendas de veículos, com capacidade para mais de 600 unidades em exposição, e irá criar, de forma direta, mais de 250 postos de trabalho. A expectativa é que sejam movimentados R$ 10 milhões por mês em transações comerciais.

O shopping também vai abrigar despachantes, financeiras e seguradoras. Até agora, estão confirmadas as aberturas das seguintes revendas: Aguivel Veículos, Credicarro Goiáz, Automotivo Multimarcas, Bondai Veículos, Ventura Motors, Nasa Automóveis, Felinne Motors, BrazilCar Automóveis, Z4 Motors, Champion Veículos, Auto Finance, Autocred Veículos, Nova Veículos, Barbosa Automóveis e Veículo Fácil. Estará também à disposição dos usuários do Auto Shopping toda a estrutura do do condomínio Cidade Empresarial, que conta com bancos, restaurantes, entre outros serviços.

A modernidade do empreendimento já se destaca na fachada com sua estrutura metálica em arranjo espacial de arcos coberto por telhas termoacusticas. Internamente, o espaço será dividido e será destinada a cada loja uma área de 200 m², interligadas por uma via central e duas laterais. A escolha do local para uma área própria para esse tipo de comércio visa minimizar o impacto urbano. É importante ressaltar que todas as dependências do edificío, inclusive as calçadas externas que circudam o emprendimento, foram adequadas às exigências da ABNT, NBR 9050:2004, para permitir ampla acessibilidade e autonomia aos portadores de deficiências.

O projeto nasceu da necessidade de criar um espaço diferenciado para o consumidor goianiense e segue uma tendência que se espalha pelo Brasil. Desde os anos 60, quando foi inaugurado em São Paulo o primeiro shopping do Brasil, o Iguatemi, a idéia de concentrar diversos tipos de loja em um espaço fechado, com segurança e limpeza, caiu no gosto do brasileiro. Atualmente, a febre são os shoppings de automóveis, que já são mais de 50 em todo o país.

Segundo Karla Arana, presidente da Associação Nacional dos Auto Shoppings (Anauto) “trata-se de uma tendência de mercado presente em quase todas capitais como Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba e outras capitais do Norte e do Nordeste”. A previsão da Anauto é que o número de Auto Shoppings dobre até 2009 e atinja em pouco tempo a marca dos 100 empreendimentos.

O Auto Shopping Cidade Empresarial é uma realização do Grupo Auto Shopping e da FGR Urbanismo S.A. e conta ainda com o apoio da BV Financeira, da ABN Financeira, do Itaúcred e do Branco do Brasil. O horário de funcionamento do Auto Shopping será das das 8 às 20h, de segunda a sexta; sábado das 8 às 18h; e domingo das 8 às 16h.

Fonte: AparecidaNet

23 de abril de 2009

Festa da Fantasia 2009


Data: 25/04/2009 às 23:00
Local: Goiânia Arena


Line Up:

- DJ Marlboro (Funk)
- Leilah Moreno (Black Music )
- DJ Ferris (House Music)
- DJ Edgard Fontes (House Music)
- DJ Mário Fischetti (House Music)
- Dj Milk (Hip Hop)
- Logica - LIVE (Trance)
- DJ André Pulse (House Music)
- DJ Mex (House Music)
- DJ Morgana (House Music)
- DJ Rodrigo Mello (House Music / Funk)
- DJ Renato Borges (Hip Hop / House Music)
- OverDrive LIVE (House Music)

Infra-Estrutura:

- 3 Portões de Acesso
- Bares Amplos
- Mega estrutura de som e luz
- Mais de 3000M de área coberta
- Cenografia Exclusiva Lounge
- Praça de Alimentação
- Laser Show
- Performers
- Super Decoração
- DJs & VJs Convidados
- VJ Visual Art Show
- Mega Telões
- Segurança Especializada (Interna e Externa)
04 Ambientes:
- Fantasy Arena (Pop Rock, Axé, Hip Hop e House)
- Tenda Mundo (Trance, House e Techno)
- Área VIP (Pop Rock, Hip Hop e House)
- Budha Lounge (Lounge)

Pista VIP:

- Vodka
- Suco
- Cerveja
- Refrigerante
- Água
- Caldos
- Doces
- Mega pista de dança com os melhores DJs no ginásio (Funk / Hip-Hop / House);
- Fantasy Arena (Rock / Axé / Funk / Hip-Hop / House);
- Música ambiente, sofás & puffs para descanso e relaxamento;
- Lanchonetes especializadas;
- 5.000 m2 de área coberta;
- Mega telões e projetores + Laser show.

Camarote VIP:

- Whisky Importado
- Vodka Importada
- Cerveja
- Refrigerante
- Água
- Sucos
- Cenografia estilizada
- Restaurante com serviço completo de massas, salgados, sanduíches, sorvetes e doces
- Banheiros e bares exclusivos
- 2.000 m2 de área coberta
- Salão de beleza exclusivo;
- Sets exclusivos dos melhores DJs na pista do camarote;
- Buddha Lounge (música ambiente, sofás e puffs para descanso e relaxamento);
- Entrada exclusiva para a festa.

Importante:

- Abertura dos portões 22h30, evite filas.
- Compre seu ingresso nos postos de venda autorizados, evite falsificação.
- Segurança especializada e policia militar (com viaturas na área externa).
- Ambulatório de emergência com ambulância e para-médicos no local.
- Estacionamento privado, tercerizado.
- Censura 16 anos.
- Proibido o consumo de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.

22 de abril de 2009

Aparecida é Show 2009. (Antigo Rodeio Show de Aparecida de Goiânia)




Uma das maiores festas agropecuárias do Centro-Oeste realiza sua edição de 2009 com novo nome e novidades. Depois de 16 edições, o Rodeio Show de Aparecida foi rebatizado e a partir deste ano se chama Aparecida é show.

O evento, conhecido pelo tradicional rodeio, começa no próximo dia 6 e vai até o dia 11 de maio. Para alcançar a expectativa de público de 180 mil pessoas em cinco dias de festa, estão convocadas grandes duplas sertanejas: Di Paulo e Paulino, Zé Henrique e Gabriel, Gino e Geno e César Menotti e Fabiano. Além do sertanejo, quem promete fazer a festa na arena é o cantor Latino.

Shows:

06/05 - Di Paulo e Paulino
07/05 - Zé Enrique e Gabriel
08/05 - Gino e Geno
09/05 -Latino
10/05 -Cezar Menote e Fabiano *Final do Rodeio*
11/05 -Apresentações Regionais "Aniversario de Aparecida de Goiânia

Nesta nova fase, o intuito é valorizar o rodeio, que terá estrutura modificada. Ao contrário dos anos anteriores, a arena não será montada ao fundo do Centro Cultural José Barroso e sim próxima à entrada onde ficam as catracas, tudo em nome do conforto e da segurança.

Outra melhoria para o público é o aumento do estacionamento de veículos. As novidades e o novo nome dado ao evento ocorreram por que a festa foi terceirizada e está sob a tutela da Studioficina, sediada em Uberlândia (MG), que realiza eventos do gênero há 25 anos. Toda a festa é custeada por investimentos da iniciativa privada, que alugou o espaço para a realização da festa.

Entre as novidades está a praça de alimentação, que aparece com visual mais caprichado, longe daquela imagem de barracas, geralmente utilizadas em festas de peão. “Queremos dar uma estética melhor, com cara mais profissional”, explica Lázaro Halley, um dos organizadores do Aparecida é show. No total, são 110 pontos disponíveis na praça de alimentação, entre bares, lanchonetes e até uma grande churrascaria. Para os aficionados pelo mundo country, estarão disponíveis butiques com roupas e acessórios do gênero.

Ingressos:

dia 6, R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia);
dia 10, R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia);
dia 11 mediante doação de 2 kg de alimento;
demais dias, R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia),
à venda na Tribo do Açaí e Casas do Rodeio

www.aparecidaeshow.com.br

10 de abril de 2009

Playgraund Party 2009




Data: 17/5/2009
Local: Pedreira Bela Vista
Site: www.play2009.com.br

Ingressos - Os 2000 primeiros ingressos levam na faixa o CD e DVD da Playground.

Primeiro Lote:
Pista:(censura 16 anos)
Pista: R$30,00 / Pista Passaporte R$40,00

Backstage Fiction Absolut (Open Bar)
Feminino R$50,00 / Masculino R$80,00

- Valores referente a meia entrada.
- Ingresso passaporte dá acesso ao evento, e direito a utilizar todos os brinquedos de forma ilimitada (exeto Fliperamas e Bungee Jump)

Postos de Venda

Goiânia:
- Fiction, Bobs, Iódice, BodyStation, Rival e BDP


8 de abril de 2009

Hilton Hotels em Goiânia



O Hilton Hotels Corporation anunciou hoje seus planos de expansão para quadruplicar sua presença no Caribe e na América Latina, incluindo 150 novos hotéis em seu portfólio nos próximos cinco anos. A empresa também revelou uma nova estrutura de desenvolvimento, composta de seis funcionários exclusivos, que liderarão as atividades para alcançar esse objetivo. As novidades enfatizam a meta estabelecida pela empresa de adicionar 1.000 hotéis ao seu portfólio internacional em dez anos.

Steve Goldman, presidente da área de desenvolvimento global & negócios imobiliários do Hilton Hotels Corporation, explicou: "Expandir nossa plataforma global é uma prioridade estratégica para o Hilton. Estamos nos concentrando na aceleração do crescimento de nossa gerência internacional e franquias, obtendo acordos de desenvolvimento estratégico e empregando recursos em mercados internacionais. Este é o momento mais empolgante na história da empresa e há oportunidades extraordinárias com as quais estamos trabalhando para realizar nossos ambiciosos planos".

O Hilton Hotels Corporation possui atualmente 42 propriedades nas áreas de desenvolvimento no Caribe e na América Latina, e identificou uma grande quantidade de mercados estratégicos em cidades que são portas de entrada ou destinos de lazer para o crescimento de marcas selecionadas da Família Hilton de Hotéis. Com um portfólio atual de 51 hotéis em todo Caribe e América Latina, essa expansão fará com que a empresa tenha presença total nessas regiões com mais de 200 propriedades.

As recentes contratações na área de desenvolvimento darão suporte na expansão da empresa na América do Sul. Cristiano Gonçalvez, vice-presidente de desenvolvimento, e Paula Muniz, diretora de desenvolvimento, estarão instalados em São Paulo, no Brasil, no escritório de desenvolvimento do Hilton para a América do Sul, liderando a empresa na inauguração de 50 novos hotéis em toda a região nos próximos cinco anos.

Devido ao volume e à força da economia brasileira, o Brasil será o foco principal das atividades de desenvolvimento do Hilton na região. Os planos de crescimento do Hilton não incluem somente as grandes cidades brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro, mas também várias cidades secundárias, como Brasília, Belo Horizonte, Porte Alegre, Manaus, Recife e Goiânia, entre outras. Além disso, o Hilton manterá o foco no desenvolvimento de propriedades em mercados estratégicos e que sejam portas de entrada, como Buenos Aires, na Argentina; Santiago, no Chile; Lima, no Peru; Caracas, na Venezuela; e Bogotá, na Colômbia.

A empresa atualmente possui sete projetos destinados à América do Sul. Hilton Bariloche, Hilton Iguazu Resort e Hilton Ushuaia na Argentina; Hilton Salvador da Bahia, no Brasil; Hilton Bogotá, na Colômbia; Doubletree Guest Suites by Hilton, Paracas, no Peru; e Embassy Suites by Hilton Valencia, na Venezuela.

Fotos do Hotel:








Transporte Coletivo de Goiânia será a melhor da América Latina


A Região metropolitana de Goiânia, criada pela união da capital com mais 17 municípios, terá agora com as novas concessões, um novo transporte coletivo, organizado através de uma rede de 252 linhas integradas em 19 terminais, atendida por 1471 ônibus, denominada de Região Metropolitana de Transporte Coletivo, a RMTC.

Os ônibus novos chegaram em Goiânia já preparados para receber a tecnologia que os transformará em “ônibus inteligentes” o. Isso significa que Goiânia terá a frota de ônibus mais nova do Brasil, e a única no País 100% acessível para usuários com dificuldade de locomoção.

Mas ainda vem muito mais por aí. Além dos aportes privados, a CMTC irá realizar investimentos na infra-estrutura da rede de transporte coletivo através da aplicação dos recursos da ordem de 47 milhões de reais por ela arrecadados no contexto do processo de licitação das concessões.

A curto prazo os investimentos das empresas vencedoras da licitação (Rápido Araguaia, HP Transportes, Viação Reunidas e Cootego) aproximam-se dos R$ 410 milhões. Isso tudo atender melhor as necessidades da população e para transformar em referência nacional o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia, que, só para citar um dado relevante, tem um dos maiores índices de integração entre linhas do País, benefício que permite circular em praticamente toda a rede com o pagamento de uma só tarifa.

Assinados no dia 25 de março de 2008, os Contratos de Concessão começou a vigorar em 21 de setembro de 2008, ou seja, em 180 dias após a assinatura. A partir desta data as quatro empresas vencedoras da licitação assumiu cada uma a sua região de atuação na RMTC, tendo mais seis meses para concluírem as principais obrigações vinculadas às novas concessões.

Como reflexo da licitação, as empresas Rápido Araguaia, HP Transportes, Viação Reunidas e Cootego ficou obrigada a investir na totalidade da frota (1.043 ônibus novos) . A nova frota teve o primeiro lote de 250 ônibus entregue no dia 27 de junho de 2008, depois mais 250 no final de julho, 250 no final de agosto, e mais 228 entregues no final de setembro. Os 65 restantes foram colocados em operação no final de outubro de 2008.

Isso quer dizer que a partir de 21 de setembro, quando começam a vigorar os novos Contratos de Concessão, as empresas estarão disponibilizando os 1.043 veículos novos. Com isto a frota que hoje tem idade média acima dos nove anos passará a ser a mais nova do Brasil com 75% dos veículos zero quilômetro, enquanto os demais terão em média 2,5 anos de uso (fabricados em 2005/2006).

Na aquisição dos ônibus as empresas vencedoras da licitação estão investindo 240 milhões de reais, através de financiamentos (BNDES/FINAME) feitos nos bancos Volkswagen e Bradesco. A Rápido Araguaia adquiriu 518 veículos, a HP Transportes comprou 305, a Reunidas ficará com 134, enquanto a Cootego responderá por 86. Os ônibus têm chassis Volkswagen (modelo 17.230 EOD) e carroceria Caio (Apache VIP). Já a tecnologia que os transformará em “ônibus inteligentes”, vem da empresa sueca Volvo Veículos.

Ônibus inteligentes

A par do investimento em frota ser fator essencial, as novidades que equiparão os veículos farão a diferença - os ônibus já vêm adaptados agora para a tecnologia que ainda será implantada.

Os ônibus passa a contar com o ITS – Intelligent Transport System, ou Sistema Inteligente de Transporte, que foi desenvolvido pela Volvo Veículos e já contratado para fornecimento ao transporte de Goiânia. O sistema está implantado em cidades que se destacam em qualidade de vida e respeito ao cidadão, como Gotemburgo na Suécia e Montreal no Canadá. A cidade de Goiânia será a primeira implantação do ITS no Brasil e na América do Sul.

Essa tecnologia pioneira irá permitir a automação do gerenciamento da operação dos ônibus, em tempo real, com disponibilização de informações aos usuários também em tempo real, permitindo maior regularidade, pontualidade e confiabilidade nos horários dos ônibus.

O ITS permitirá disponibilizar os horários das viagens das diferentes linhas, em tempo real, aos passageiros que estejam em casa ou no escritório (via internet), na rua (via telefone celular) e nos terminais de integração, por meio de displays eletrônicos.

Com o ITS e outras novidades tecnológicas e operacionais, os ônibus em circulação na Grande Goiânia passarão a contar com tecnologia de última geração. Abaixo, as principais inovações:

1 - Nos ônibus:

Tecnologia:Computador embarcado: permitirá à Central de Controle Operacional (CCO), que é também uma novidade, comunicação direta com o motorista e informações a respeito da viagem. As informações serão apresentadas no painel do computador embarcado.

Comunicação via rádio: será usada para transmissão e recepção de informações a respeito de tráfego e quaisquer outras entre os motoristas e a CCO.

Sistema GPS: cada ônibus terá uma antena que permitirá seu rastreamento permanente via satélite pela CCO. Esse sistema vai funcionar em combinação com o computador embarcado.

Câmeras de vigilância: integradas a uma central, garantirão mais segurança aos usuários e motoristas.

Sitpass: serão criadas novas possibilidades de integração eletrônica no sistema, como integração temporal (o passageiro passa a ter um tempo extra para usar o bilhete em outra viagem numa outra linha).

Acessibilidade: 100% da frota nova em circulação na Região Metropolitana de Goiânia será acessível aos portadores de dificuldades de locomoção. Todos os veículos serão dotados de elevadores e facilidades para locomoção interna. O sistema da Grande Goiânia sai na frente nesse ponto em todo o Brasil.

Motor eletrônico: está em conformidade com as regras internacionais de redução da emissão de gases poluentes e é mais silencioso.

Itinerário eletrônico: além de facilitar a visualização traz como novidade o itinerário lateral que é programado pela CCO.

Conforto: 

Assentos: o lay out dos bancos foi projetado para melhorar a circulação das pessoas, e os bancos foram construídos de material que assegura mais higiene aos passageiros.

Iluminação: luzes com leds produzem iluminação mais intensa proporcionando maior segurança nas viagens noturnas.

Piso e revestimento: veículos são revestidos com tapete de isolamento acústico. Interior do ônibus é menos incomodado pelos ruídos externos.

Escapamento vertical: o novo posicionamento do cano de escape impedirá o lançamento de fumaça nas pessoas e veículos próximos dos ônibus.

2 - Fora dos ônibus:

Tecnologia: Central de Controle Operacional (CCO): podendo ser equiparada a uma “Torre de Aeroporto”, a Central de Controle Operacional permitirá o controle das viagens em tempo real. Cada veículo, rastreado por satélite, estará interligado à CCO através do computador e do rádio-comunicador embarcados. Objetivo da CCO é assegurar regularidade e pontualidade no cumprimento da programação horária por parte dos ônibus, e disponibilizar informações para os passageiros em tempo real. A CCO receberá também imagens em tempo real da movimentação de passageiros e ônibus no interior dos terminais de integração.


Sistema de Informação ao Usuário: serão instalados painéis de informação em tempo real nos terminais de passageiros, com informações sobre horários e linhas. Também serão distribuídos mapas, guias outras informações impressas aos passageiros para orientação quanto ao melhor uso da rede de transporte.

Infra-Estutura Pública:

Reforma de terminais: todos os terminais serão reformados e ganharão novo tratamento visual e estrutural.

Terminais novos: terminais Bandeiras e Cruzeiro do Sul serão reconstruídos e terminal Garavelo será ampliado.

Abrigos em pontos de parada: os atuais serão recuperados e 1.700 novas unidades serão instaladas em toda a rede.

Pontos de Conexão: as estruturas físicas serão implantadas.

Projetos: será concluído o projeto do Corredor Norte-Sul e elaborado o projeto de requalificação do Eixo Anhanguera, e, ainda, como forma de priorização do transporte coletivo, serão projetadas as vias que irão ganhar faixas exclusivas e preferenciais para os ônibus no trânsito da capital.

Complexo turístico: Projeto Goiânia 3° Milenio



Complexo turístico é a arma

O secretário de Turismo de Goiânia tem uma sugestão para atrair a Copa do Mundo de 2014 para a Capital. Segundo ele, a criação de um complexo turístico poderia servir como demonstração à Fifa que a cidade é capaz de receber jogos do evento.

O primeiro passo seria a construção de um novo parque agropecuário e um moderno zoológico abaixo da barragem do Córrego João Leite. Já o segundo projeto envolveria a criação de um parque temático com centro de convenção, parque aquático, hotéis e até pólos gastronômicos com comidas de outros Estados e países. Segundo ele, a área usada seria próxima ao Parque Ecológico de Goiânia Altamiro de Moura Pacheco.

O projeto foi apresentado na última terça-feira em uma audiência entre Euler de Morais, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, e a ministra do Turismo, Marta Suplicy. De acordo com Euler, a ministra elogiou a idéia do parque e afirmou que se o parque for implantado, as chances de Goiânia ser sede da Copa crescem sensivelmente. “A Marta (Suplicy) disse em entrevistas que o nosso projeto seria referência para qualquer cidade que se candidatasse”, assegurou Euler.

Infra-estrutura
Mas outras medidas devem ser tomadas para aumentar a possibilidade de Goiânia vir a ser subsede da Copa de 2014. Para Euler, investir em infra-estrutura é fundamental. “Precisamos da construção do anel viário e do novo aeroporto para receber o contingente de turistas que chegariam à cidade”, explicou. Segundo ele, a construção do anel viário beneficiaria também as cidades turísticas do interior de Goiás. “O acesso a Caldas Novas e Pirenópolis ficaria mais fácil para quem viesse de carro”, justificou.

O secretário de Turismo também defendeu profundas reformas na estrutura do Estádio Serra Dourada para que ele se torne uma arena multiuso. “O estádio não pode servir apenas para jogos de futebol. Deve se ter em mente o conceito europeu de arena, com lojas e lanchonetes para tornar o local sempre usado pela comunidade”, sugeriu.

Goiás na mira dos Árabes

Otimismo - Empresário Ali Al Kamali com o assessor para Assuntos Internacionais, Elie Chidiac, e o governador do Estado, Alcides Rodrigues.

Goiás pode se tornar um oásis de investimentos árabes. Grupos de investidores dos Emirados Árabes, especialmente de Dubai, possuem US$ 1 trilhão para desenvolver projetos e estão interessados em destinar esses recursos principalmente para a área de turismo. De olho nesse filão, o governador de Goiás, Alcides Rodrigues, recebeu ontem no Palácio das Esmeraldas o presidente da Datamatix, maior empresa de negócios de turismo de Dubai, Ali Al Kamali. Propostas como a revitalização do zoológico e do autódromo, a construção do novo parque agropecuário e de uma área temática para Goiânia listam os investimentos propostos.

Os empresários goianos apresentaram diversos projetos a Kamali, que incluem desde obras de infra-estrutura a ações que visam impulsionar Goiânia no cenário do turismo nacional. Um dos grandes empreendimentos apresentados foi a construção de um parque temático na região da Barragem João Leite, mais especificamente dentro do Parque Altamiro Moura Pacheco.

Segundo o presidente do Sinduscon, Roberto Elias de Lima, que participou de uma reunião com Kamali na sede da Fieg, o empreendimento tem viabilidade para acontecer e vai trazer muito desenvolvimento para Goiânia.

“Um resort com toda infra-estrutura necessária, respeitando o limite mínimo de proximidade com a barragem, será capaz de atrair muitos turistas para Goiânia. Aquela área do parque está subutilizada e o governo estadual tem condição de ceder o espaço”, diz.

Custos

Esse empreendimento teria custo de aproximadamente R$ 150 milhões. Kamali afirmou na ocasião que seis grandes grupos estrangeiros de Dubai estão interessados em fazer investimentos principalmente na área de turismo, visto que apenas a população de Dubai gasta cerca de US$ 28 bilhões anuais em turismo.

Ali Al Kamali está interessado em desviar grande parte desse recurso para o segmento no Brasil. Ele ficou bastante entusiasmado com a idéia do parque temático em Goiânia.

“Isso vai trazer muita renda e geração de emprego na região. E vai servir como opção de lazer para uma população circunvizinha ao parque de mais ou menos 4 milhões de pessoas. Temos que aproveitar o turista que desembarca em Brasília”, frisa Lima.

Hipóteses em estudo

Outros projetos apresentados a Ali Al Kamali é o da restauração do autódromo internacional de Goiânia, a revitalização do zoológico de Goiânia e a construção do novo parque de exposições agropecuárias. O empresário árabe salientou que os investidores árabes possuem US$ 1 trilhão para novos projetos e que 80% dos projetos goianos têm possibilidades de se tornarem concretos. Em outubro, uma comitiva de empresários goianos irá a Dubai levar os projetos aperfeiçoados para fechar parcerias. O governador de Goiás poderá liderar essa comitiva, visto que Kamali o convidou pessoalmente para conhecer o seu país.

O presidente da Associação dos Presidentes de Jóqueis Clubes do Brasil, Joaquim Divino Naves, que acompanha o empresário árabe na visita ao Brasil, salienta que o povo árabe gosta de projetos vultuosos e de grandes cifras. “Eles gostam de ser os maiores e os melhores em tudo, por isso Kamali deu algumas dicas ao empresariado goiano para reformular seus projetos e apresentá-los a eles. Certamente, dinheiro para investir há”.

O interesse do empresário árabe no Brasil é em grande parte devido às condições climáticas do País. “Lá (nos Emirados Árabes) é muito quente, e no verão eles viajam para fazer turismo. Desde o 11 de setembro eles têm evitado os Estados Unidos e a Europa, porque nesses locais eles são vistos como terroristas. Eles são encantados com a água e com o verde. E isso temos em abundância aqui", argumenta Naves. 

Goiânia garante US$ 172 milhões para construção de um dos maiores complexos turísticos do país.

Se depender do governo municipal, Goiânia terá um dos maiores complexos turísticos do país. Essa é a impressão que a Secretaria de Turismo da cidade deixou ao final de sua apresentação para participantes do Barcelona Meeting Point 2008. Segundo o secretário, Euler Morais, o destino está empenhado em realizar obras de grande porte e de infra-estrutura para criar uma grande zona de turismo. "Queremos implantar um novo anel viário que ligará a cidade de Goiânia a Anápolis e Brasília e abrir um novo lago para a prática de esportes aquáticos como vela e remo, utilizando a Bacia de Ribeirão João Leite", enfatizou Morais, lembrando que o complexo estaria localizada a 10 km do centro de Goiânia.

Pelo projeto, a estrada e o lago serão margeados por um Parque Ecológico e também por empreendimentos imobiliários horizontais e por um grande parque temático. Há intenção ainda de se criar, pelo menos, dois novos centros de convenções no local. Segundo o secretário, Goiânia é a 9ª cidade do país que mais sedia eventos e feiras de negócios. A cidade já tem assegurado cerca de US$ 172 milhões aprovados pelo Prodetur para as obras de infra-estrutura. "Agora nos faltam investimentos privados para que possamos dar início ao projeto denominado Goiânia Terceiro Milênio. Os proprietários das terras que serão utilizadas estão dispostos a negociar", afirma Euler Morais.

Fonte: Goiás Agora, DM